Esquina da Saudade

Donizetti

Sem foto do Donizetti
Tom: G
		
(intro) E B7 E B7

E                                                                    B7
Não sei onde ela anda, que caminho escolheu
                                                                                 E
Meu amor já não te alcança, quem será que te escondeu!
                                                                    B7
Recebi o seu retrato, surpresa que alguém te fez,
                                                                     E
Eu a invejo a pollaroid que te viu mais uma vez!
                G                                                     D7
Eu me agarro a este sorriso se apagando a cada dia
                                                                       G
Seu olhar está distante, se eu pudesse esqueceria!

           B7                   E
Coração como é que faz
           B7                  E
Cada vez eu amor mais!

E                                                               B7
Eu queria ficar livre quando disse aquele adeus
                                                                             E
Resolver os meus problemas e esquece de vez os teus
                                                                   B7
Já em plena liberdade, fui tentando te esquecer,
                                                               E
Coração em alforria segue escravo de você!
               G                                                          D7
Disse adeus ao meu sorriso, despedi minha esperança
                                                                                 G
Vou correndo tanto, tanto mais passado não se alcança!

E                                                                        B7
Não sei onde você anda, com quem anda e o que faz,
                                                                            E
Faz um ano ou dois não sei, sei que dói uma dia mais 
                                                                          B7
E me pego conversando com você sem ter ninguém,
                                                                                   E
Abro a porta arrumo o quarto, mas cadê, você não vem!
              G                                                    D7
Se quiser vem de visita, sei mais eu não mereço
                                                              G
A esquina da saudade ainda é meu endereço!
338 exibições

Comentários 0

Composição: Sabe quem é o compositor? Envie pra gente. Contribuição: PREUSS-LETRAS Correções: PREUSS-LETRAS »
Consegui tocarAinda não conseguiram tocar essa música. Seja o primeiro!
    Não consegui tocar
    Exibir acordes »
    publicidade
    fechar