Cantiga de Vem-vem; Roendo Unha

Kelvin do Acordeom

 Kelvin do Acordeom Compositor: Zé Marcolino e Panta; Luiz Gonzaga e Luiz Ramalho
Tom: G#
		
Intro.: Fm C ]4x

[CANTIGA DE VEM-VEM]

Fm                                        C
   Vivo sempre escutando a cantiga de vem-vem
                   Gm7(b5)     C            Fm
Quando ouço ele cantando penso ser você que vem
                  Eb             C           Fm
Fico de "ôi” no caminho, por fim não vejo ninguém
       Gm7(b5)       C           Fm
Ai, ai ai... por fim não vejo ninguém

                   C                     Fm
Quando perco a esperança parece uma tentação
                  C                          Fm
Me sento lá no terreiro escoro o rosto com a mão
                    Gm7(b5)          C        Fm
Sem plano o pobre coitado fazendo um risco no chão
       Gm7(b5)       C           Fm
Ai, ai ai... fazendo um risco no chão

                                                 C
Ta vendo meu bem, ta vendo... como é doce querer bem
                    Gm7(b5)    C           Fm
Faz "inté” levar em conta a cantiga de vem-vem
      Gm7(b5)     C           Fm
Ai, ai ai... a cantiga de vem-vem


[ROENDO UNHA]

           C                     Fm
Quando vim-vim cantou, corri pra ver você
         C                       Fm
Atrás da serra o sol tava pra se esconder
         Bbm                 Fm
Quando você partiu, eu não esqueço mais
        C                  Fm 
Meu coração, amor, partiu atrás

Vivo com os olhos na ladeira
Quando vejo uma poeira
      C#           C
Penso logo que é você
Fico de orelha levantada
Para o lado da estrada
                     Fm
Que atravessa o muçambê
C#
Olha já estou roendo unha
A saudade é testemunha
                   C
Do que agora vou dizer
Quando na janela me debruço
Meu cantar é um soluço
                  Fm
A galopar no massapê
948 exibições

Comentários 0

Consegui tocarAinda não conseguiram tocar essa música. Seja o primeiro!
    Não consegui tocar
    Exibir acordes »
    publicidade
    fechar