Veneno de Escorpião

Luiz de Castro

Sem foto do Luiz de Castro Compositor: Luiz de Castro(lula)
Tom: F
		
(intro) Dm7  Am7  Bb7M  Dm7 D#7M

       Dm7                                                        Bb/D
Foi só uma lâmpada fraca no canto da sala, acender
            E7(b9)/D                                            A7(b13)
Que o cara com cara bonita, falando bonito, brilhou
   Dm7                                                                   Bb/D
A turma com medo de escuro, no canto da sala, sorriu
    E7(b9)/D                                                 A7(b13)  (pausa)
O cara com a cara bonita ajeitou a gravata e mentiu

                   Dm7
Eu não entrei,
              D7(b9)                                                                  Gm7  C7(b9)
mas paguei pelo pato que mais parecia um escorpião
           F7M
Eu paguei,
                                                A7(b9)
o veneno doeu, o veneno doeu

   Dm7                                                        Bb/D
A turma do canto da sala ficou empolgada e vibrou
     E7(b9)/D                                              A7(b13)
Caiu na gandaia de felicidade, era o tal salvador
    Dm7                                                               Bb/D
O cara passou maquiagem na cara, inventou muito mais
   E7(b9)/D                                                    A7(b13)
A turma virou tantas turmas que toda cidade entrou

Eu não entrei...

   Dm7                                                                   Bb/D
E toda cidade me olhou com maldade, me abandonou
E7(b9)/D                                                  A7(b13)
Foi me deixando de lado na sala do lado, humilhou
Dm7                                                                   Bb/D
O cara com cara de santo me olhou cara a cara e pediu
               E7(b9)/D
Que eu me levantasse, que eu me disfarçasse,
         A7(b13)
Insistiu... insistiu

Eu não entrei...

    Dm7                                                       Bb/D
O cara com cara de santo tirou o seu manto,
               E7(b9)/D                                                     A7(b13)
Exibiu a cauda com ponta brotada, excitada, veneno mortal
          Dm7                                                        Bb/D
Todo mundo acuado, o ferrão afiado, era tarde demais
          E7(b9)/D                                                     A7(b13)  Dm7
De repente silêncio... silêncio... silêncio... silêncio final

Eu não entrei...
59 exibições

Comentários 0

Composição: Luiz de Castro
Esse não é o compositor? Avise-nos.
Contribuição: LUIZ
Consegui tocarAinda não conseguiram tocar essa música. Seja o primeiro!
    Não consegui tocar
    Exibir acordes »
    publicidade
    fechar