Sonho de Caminhoneiro

Milionário e José Rico

 Milionário e José Rico
Tom: A
		
Intro: D  A  E  A

     D                   A                  E                                            A
E|-10---12---14---12---9----10---9----7---10----7---5---4----5----4----5----4-----2----0--|
B|-12---14---15---14---10---12---10---9---12----9---7---5----7----5----7----5-----3----2--|
G|----------------------------------------------------------------------------------------|
D|----------------------------------------------------------------------------------------|
A|----------------------------------------------------------------------------------------|
E|----------------------------------------------------------------------------------------|


 A                     E         D                    A
Eram dois amigos inseparáveis, lutando pela vida e o pão
                                E               D                A
Levando um sonho de cidade em cidade, de serem donos do seu caminhão
          D                        B7                 E
Com muita luta e sacrifício pra pagar em dia a prestação
         D                A             E                    A
Se realizava o sonho finalmente do empregado, passa a ser patrão

      A                  E             D                  A
Suas viagens eram intermináveis, de cansaço de poeira e chão
                         E            D                 A
Um dos amigos o recém casado, ia ser pai do primeiro varão
        D                         B7                     E
Com alegria vinham pela estrada, não vendo à hora de chegar
          D                A                      E             A
E o caminhoneiro disse ao amigo, vou lhe dar meu filho para batizar

          A                 E         D                A
Mas o destino cruel e traiçoeiro, marcou a hora e o lugar
                          E                D                A
A chuva fina e a pista molhada, com uma carreta foram se chocar
          D                    B7                E
Mas como todos tem a sua sina, um a morte não levou
        D                   A                            E                A
E agonizante nos braços do amigo disse vai conhecer meu filho, porque eu não vou

(falado)
  E                            D          A                                      E
"...Naquela curva, beira da estrada, uma cruz ao lado de um pinheiro marca para sempre
     D           A                    D                              B7
Onde foi ceifada.... A vida e o sonho... de um caminhoneiro, com a morte do
                  E           D           A                E                      A
Companheiro a Saudade vai chegar àqueles bons e velhos tempos nunca mais irão voltar."

          A                 E         D                A
Mas o destino cruel e traiçoeiro, marcou a hora e o lugar
                          E                D                A
A chuva fina e a pista molhada, com uma carreta foram se chocar
          D                    B7                E
Mas como todos tem a sua sina, um a morte não levou
        D                   A                           E                A
E agonizante nos braços do amigo disse vai conhecer meu filho, porque eu não vou
190.959 exibições

Comentários 2

  • guiokao guiokao: Postado em 25/07/2012 16:54

    musica que toca com o coração hj em dia vai ser mt dificil fazer uma musica sertaneja como essa

  • ffagundes ffagundes: Postado em 27/04/2011 20:39

    Muito linda essa musica, só que tem um erro. A musica é "E agonizante nos braços do amigo disse vai conhecer meu filho, porque eu não vo

Composição: Sabe quem é o compositor? Envie pra gente. Contribuição: Trucker Correções: ffagundes , apingobras e mais 2 »
Exibir acordes »
publicidade
fechar