Pagode do Ala

Tião Carreiro e Pardinho

 Tião Carreiro e Pardinho Compositor: Carreirinho / Oscar Tirola
Tom: D
		
Intro: A7 D A7 D G D A7 D A7 D

 D7                         G    D7 G
As flores quando é de manha cedo,
    A7                    D
com seu perfume no ar, exala
                            A7
A madeira quando está bem seca,
                               D
Deixando no sol bem quente, estala
       A7
Dois baianos brigando de facão

Sai fogo quando o aço, resvala
      D         D7    G
Os namoro de antigamente,
    D             A7       D  A7 D
Espiava por um buraco na sala

   D7                      G    D7 G
As pessoas que são muda e surda,
       A7                 D
É por meio de sinal que fala
                       A7
Os granfinos de antigamente,
                           D
Quase que todos usavam bengala
     A7
A mochila do peão é um saco,

A coberta do peão é o pala
       D           D7       G
Os casamentos da roça tem festa,
   D                    A7     D A7 D
Ocasião que o pobre se arregala

( A7 D A7 D G D A7 D A7 D )

  D7                           G   D7 G
Preste atenção que o reio doe mais,
   A7               D
É aonde ele pega a tala
                      A7
Divisa de terra antigamente,
                     D
Não usava cerca era vala
   A7
Naturalmente um bom jogador,

jogo ele está na escala
     D          D7         G
Uma flor é diferente da outra,
       D7         A7      D  A7 D
Pro cuitelo seu valor iguala

  D7                       G    D7 G
Caipira pode estar bem vestido,
  A7                       D
Ele não entra em baile de gala
                           A7
Pra carregar o fuzil tem pente,
                           E
Garrucha e o revolver tem bala
   A7
O valentão está arrastando a asa,

Mais quando vê a polícia cala
  D              D7     G
Despista e sai devagarinho,
  D                   A7        D  A7 E
Quando quebra a esquina e abre ala

( A7 D A7 D G D A7 D A7 D )

    D7               G     D7 G
Pra fazer viagem a bagagem,
   A7                       D
Geralmente o que se usa é mala
                     A7
A baiana pra fazer cocada
                        D
Primeramente o coco se rala
    A7
No papel o turco faz rabisco

E diz que escreveu abdala
   D             D7          G
As pessoas que morrem na estrada,
      D           A7        D
Por respeito uma cruz assinala
25.132 exibições

Comentários 0

Composição: Pagode de Carreirinho/Oscar Tirola
Esse não é o compositor? Avise-nos.
Contribuição: Marcos Correções: juhvioleiro »
Consegui tocarAinda não conseguiram tocar essa música. Seja o primeiro!
    Não consegui tocar
    Exibir acordes »
    publicidade
    fechar