Enviar cifraEntrar

Três Ranchos

14 Bis

Ainda não temos a cifra desta música. Contribua!

Nos meus olhos tanta coisa
Pressentida de você
Abro a janela inda que tarde
Vejo a cidade
Meu olhar sempre na estação
Na partida do trem

Se esconde no abandono das aldeias
Minha voz fora do tempo
Conta estórias vindas da selva
Despertando outra cor no céu
Do luar do sertão

Não, não há por detrás dessas serras, nasce
Qual chuva de prata
Clareando no chão
Despertando o dia em seu berço
Abro a janela, inda que tarde
Vejo a cidade
Meu olhar sente o nosso adeus
Na partida do trem

Ouço no caminho dos trilhos bate
Aquele refrão que não esconde você
Do abandono das aldeias
Minha voz fora do tempo
Conta estórias vindas da selva
Despertando outra cor no céu
Do luar do sertão

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
    Composição: Tavinho MouraColaboração e revisão:
    • Renato Moretti

    0 comentários

      mostrar mais comentários
      00:00 / 00:00
      outros vídeos desta música
      repetirqualidadeautomática
      • automática
      Outro vídeos desta música
        00:00 / 00:00
        automática
        • automática
        fecharplay/pause subir/descer velocidade
        fechar
        OK