Cifra Club

Aprenda

Aoi sora

Aqua Timez

Ainda não temos a cifra desta música.

Yuuhi ga machi wo orenji ni
Somete unagashita tameiki
Kaze ga hito wo mirai he nigashita
Hito wa kaze ni kanashimi wo kakushita
Tsurai toki hodo waraou to suru
Kanashii kurai maemuki na doubutsu
Kyou mo ningen kibou wo mochi muchuu yuuei

Uchi ni tsuyoku ishi wo mochi nasai
Me ni mienu ookisa wo mochi nasai
Tayasuiku hoho wo nurashite wa ike nai
Sou oshierarete kita
Tada honki de tatakai honki de ikita toki
Doushiyou mo naku koboreru mono wo
Hajiru hitsuyou wa nai tomo

Massugu ni yume wo oi tsuduke tari
Massugu ni hito wo suki ni naru to
Toki ni tsurai na suwareba koroba nai na
Soredemo sore zore ga
Dokuji no yorokobi to kanashimi no sukima de
Naki nagara warai taore nagara aruki
Jibun de aru koto wo itsuka hokoreru you ni
Kyou mo mune wo harunda

Toki wa kakujitsu ni nagare bokura wo otona ni shita
Deai toiu yori wa wakare ga hito wo otona ni shita
Manabi wa itsumo ushirete yatte kite hito wo sodateru
Hito wa kawareru kawarou to suru tame ni
Ame ni nure ayumi wo susumeru

Toki ni yoru wa dokoma demo fukai
Aruite iru no ni mae ni susume nai you na
Hitori tori nokosareru you na kimochi ni naru kedo
Donnani tsuyoi hito demo kitto onaji you ni
Zetsubou to kibou wo kurikaeshite ikirunda

Hito nante minna
Ao sugiru umi wo taka sugiru sora wo
Kokoro ni utsushite samayou you ni
Kotoba wo sakashitari namida wo nagashitari
Yorokobi wo sagashitari shite ikiteru

Hyuuga ni yume wo chira kashite
Hikari wo suikonde yume no tsuduki wo fukurama shita
Sonna fuusen wo dare mo ga motte iru
Sora ni ukabetakute demo sora ni shizumetaku nakute
“genjitsu” tte iu sekai ni make sou ni naru
Sore demo nan toka mae ni korogaru
Seibutsu ni eien tte iu taikutsu wa ataerare nakatta
Dakara koso omoi kiri ikiru koto ga dekirun darou na
Tsuyosa hitotsu dewa naku yasashi sa hitotsu demo naku
Ironna jibun to deai
Kagirareta toki no naka wo korogatte ikunda

Hito nante no wa
Ao sugiru umi wo taka sugiru sora wo
Kokoro ni utsushite samayou you ni
Kotoba wo sakashitari namida wo nagashitari
Yorokobi wo sagashitari shite ikite

Ao sugiru umi ni taka sugiru sora ni
Mirai wo ukabete inoru you ni
Ashita ni tachi mukai namida wo furikiri
Kaze no naka wo tada susumeba ii

Hitotsu no omoi kazoe kirenu toi
Kataru fuukei chinmoku no kagee
Hitotsu no deai towa no shukudai
Shizuka na umi shizuka na sora
Sore wo nagameru ningen

O pôr do sol pinta a cidade de laranja apressando o suspiro
O vento deixou as pessoas escaparem para o futuro
As pessoas esconderam as tristezas no vento
Principalmente nas horas difíceis, tentam rir
Chega até a ser triste o quanto são positivos esses animais
Hoje também, os seres humanos, com esperança, absortos em tentar viver
Tenha dentro de si bem forte as suas vontades
Tenha a grandeza que não dá para ver com os olhos
Não se pode molhar as faces facilmente
Foi assim que vieram me ensinando
Só que também (me ensinaram) que no momento em que lutar de verdade, viver de verdade
E sem explicação elas rolarem, não é necessário sentir vergonha
Quando corremos atrás dos sonhos honestamente, quando gostamos de alguém honestamente
Às vezes é duro, se nos sentarmos não iremos cair
Mesmo assim, cada um de nós, nas frestas de felicidades e tristezas individuais
Enquanto choramos, rimos
Andamos, enquanto caímos
Para que possamos nos orgulhar um dia do fato de sermos nós mesmos
Hoje também estufamos o peito

O tempo passou sem dúvida nenhuma, e nos fez adultos
Mais do que encontros, foram as despedidas que fizeram as pessoas adultas
Os ensinamentos sempre chegam atrasados para criar as pessoas
As pessoas podem mudar
Para tentar mudar, se molham na chuva e continuam a andar
Às vezes, a noite parece ser sem fim, mesmo andando parece que não estamos indo para frente
Sentindo como se estivéssemos sido abandonados sozinhos
Porém, mesmo os mais fortes, com certeza vivem do mesmo jeito
Repetindo a desesperança e a esperança

Todas as pessoas
Se perdem ao refletir no coração o mar azul demais, o céu alto demais
E assim, vivem, fazendo florescer palavras, correr lágrimas, procurando alegrias

Num lugar ensolarado espalho os sonhos, sugo a luz e encho a continuação do sonho
Qualquer um tem esse balão
Que quer que flutue no céu, mas que não quer que afunde no céu
Quase perco para o mundo chamado "realidade"
Mas, mesmo assim, de algum jeito vou rolando para frente
Não foi dado aos seres vivos a chatice da eternidade
Deve ser por isso que podemos viver plenamente
Não é com uma força, nem com uma delicadeza
Me encontrando com vários eus, vou rolando no tempo determinado

As pessoas
Se perdem ao refletir no coração o mar azul demais, o céu alto demais
E assim, vivem, fazendo florescer palavras, correr lágrimas, procurando alegrias
Pensando no futuro rezam para o mar azul demais, o céu alto demais
E assim, vão simplesmente seguindo, confrontando o amanhã, interrompendo as lágrimas, no meio do vento

Um sentimento, incontáveis perguntas
A paisagem que nos fala, o desenho na sombra que fica em silêncio
Um encontro, dever de casa eterno
Mar silencioso, céu silencioso
O ser humano que isto observa

Colaboração e revisão:
  • Fernando Nogueira
  • Tiali Lopes

0 comentários

Mostrar mais comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK