Cifra Club

Erasmo Carlos diz que “o orgasmo e a música nos aproximam de Deus”

O Tremendão falou sobre "sexo, drogas e rock and roll"

Em entrevista ao quadro “O Que Vi da Vida” do programa Fantástico, da Rede Globo, no último domingo (6), o cantor Erasmo Carlos contou sobre suas experiências com “o sexo, as drogas e o rock and roll” na época da Jovem Guarda.

O Tremendão falou sobre sua relação com sua então parceira Wanderlea, com quem começou o movimento ao lado de Roberto Carlos. “O convívio da Wanderlea com a gente era muito, então um ‘agarramento aqui e outro ali’ pode ter existido. Mas fora do grupo, choviam mulheres”, explicou.

“Sexo é uma coisa maravilhosa, é um momento que nos aproxima de Deus, é algo mágico. A coisa que mais aproxima a gente de Deus é a música e o orgasmo”, acredita o músico.

Erasmo também falou sobre drogas e seus vícios na época do movimento. “A bebida foi a única droga que me prejudicou. A bebida ajudou a provocar os baixos da minha vida”, disse. “Mas, o que eu faço hoje em dia é muito comparado com outras pessoas da minha idade”, justifica o cantor, de 71 anos.

“A música me tirou de certos caminhos que eu poderia ter seguido. Fui pego pela influência do rock and roll, aprendi a tocar violão com Tim Maia e, aos poucos, fui tocando, cantando e compondo”, contou sobre a importância do rock and roll em sua vida.

No fim da entrevista, o Tremendão concluiu com o que viu da vida. “Um excelente aprendizado, tenho fé de me formar no fim da minha vida”, finalizou.

Leia também

Ver mais posts

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK