Cifra Club

Who Killed Davey Moore?

Bob Dylan

Quem Matou Davey Moore?

Ainda não temos a cifra desta música. Contribua!

Not I, says the referee
Don't point your finger at me
I could've stopped it in the eighth
An' maybe kept him from his fate
But the crowd would've booed, I'm sure
At not gettin' their money's worth
It's too bad he had to go
But there was a pressure on me too, you know
It wasn't me that made him fall
No, you can't blame me at all

Who killed Davey Moore
Why an' what's the reason for?

Not us, says the angry crowd
Whose screams filled the arena loud
"It's too bad he died that night
But we just like to see a fight
We didn't mean for him t' meet his death
We just meant to see some sweat
There ain't nothing wrong in that
It wasn't us that made him fall
No, you can't blame us at all

Who killed Davey Moore
Why an' what's the reason for?

Not me, says his manager
Puffing on a big cigar
It's hard to say, it's hard to tell
I always thought that he was well
It's too bad for his wife an' kids he's dead
But if he was sick, he should've said
It wasn't me that made him fall
No, you can't blame me at all

Who killed Davey Moore
Why an' what's the reason for?

Not me, says the gambling man
With his ticket stub still in his hand
It wasn't me that knocked him down
My hands never touched him none
I didn't commit no ugly sin
Anyway, I put money on him to win
It wasn't me that made him fall
No, you can't blame me at all

Who killed Davey Moore
Why an' what's the reason for?

Not me, says the boxing writer
Pounding print on his old typewriter
Sayin', Boxing ain't to blame
There's just as much danger in a football game
Sayin', Fist fighting is here to stay
It's just the old American way
It wasn't me that made him fall
No, you can't blame me at all

Who killed Davey Moore
Why an' what's the reason for?

Not me, says the man whose fists
Laid him low in a cloud of mist
Who came here from Cuba's door
Where boxing ain't allowed no more
I hit him, yes, it's true
But that's what I am paid to do
Don't say murder, don't say kill
It was destiny, it was God's will

Who killed Davey Moore
Why an' what's the reason for?

Eu não, diz o juiz
Não aponte seu dedo para mim
Eu poderia ter parado no oitavo
E talvez o livrado de seu destino
Mas tenho certeza que a multidão não iria gostar
Em não ter aproveitado seu dinheiro
É muito ruim que ele tenha partido
Mas tinha pressão sobre mim também, você sabe
Não fui eu quem o fez cair
Não, você não pode me culpar, afinal

Quem matou Davey Moore?
Por quê, e com qual fim?

Nós não, diz a raivosa multidão
Cujo os gritos altos enchiam a arena
É muito ruim que ele tenha morrido naquela noite
Mas nós só queríamos ver uma boa luta
Nós não queríamos que ele encontrasse com a morte
Nós apenas queríamos ver algum suor
Não tem nada de errado nisso
Não fomos nós que o fizemos cair
Não, você não pode nos culpar, afinal

Quem matou Davey Moore?
Por quê, e com qual fim?

Eu não, diz seu empresário
Fumando um grande cigarro
É difícil dizer, é difícil contar
Eu sempre pensei que ele estivesse bem
É muito ruim para sua mulher e crianças, ele está morto
Mas se ele estivesse doente, ele deveria ter dito
Não fui eu quem o fez cair
Não, você não pode me culpar, afinal

Quem matou Davey Moore?
Por quê, e com qual fim?

Eu não, diz o apostador
Ainda com seu talão de bilhete na mão
Não fui eu que o nocauteou
Minhas mãos nunca o tocaram, nenhuma
Eu não cometi nenhum pecado feio
De qualquer forma, eu apostei que ele ia ganhar
Não fui eu que o fez cair
Não, você não pode me culpar, afinal

Quem matou Davey Moore?
Por quê, e com qual fim?

Eu não, diz o escritor de boxe
Forçando a impressão em sua velha máquina de escrever
Dizendo, Não se pode culpar o boxe
Tem tanto perigo em uma partidade de futebol
Dizendo, A luta com punhos está aqui pra ficar
É simplesmente o velho jeito americano
Não fui eu que o fez cair
Não, você não pode me culpar, afinal

Quem matou Davey Moore?
Por quê, e com qual fim?

Eu não, diz o homem que os punhos
Derrubaram-o em meio a uma nebulosa névoa
Que veio aqui das portas de Cubá
Onde o boxe não é mais permitido
Sim, eu o bati, é verdade
Mas é para isso que eu sou pago
Não diga assasino, não diga assasinato
Foi o destino, foi a vontade de Deus

Quem matou Davey Moore?
Por quê, e com qual fim?

Composição: Túlio MourãoColaboração e revisão:
  • Igor Batista
  • Roger moreira

0 comentários

    mostrar mais comentários
    00:00 / 00:00
    outros vídeos desta música
    repetirqualidadeautomática
    Outro vídeos desta música
      00:00 / 00:00
      automática
      OK