Notificações Amigos pendentes

      Cazuza

      Balada de Um Vagabundo

      14.786 exibições
      Tom: C
      Intro: Em7  A7
      
      Em7                   A7
      Eis o Sol, eis o Sol, apelidado de astro-rei
      Em7                            A7
      Eis que achei o grande culpado desse meu viver destrambelhado
      Em7                     A7
      D'eu perambular pirado, meu coração lacrado
      Em7                           A7
      Maracujá de gaveta dum prédio vazio num terreno baldio
      B7          A7         Em7     A7
      Sepultado e logo após abandonado
      Em7                         A7
      Repare o crime senhor juiz, pare senhor juiz
      Em7                          A7
      Ignoro a rua, o bairro e a carteira de identidade
      Em7                             A7
      Não me pergunte de ser portador do número xis do CIC
      Em7             A7
      Me deixa feliz, serei chegado a um sal
      B7              A7        Em7                A7
      Qual a espada afiada que separa o bem do mal?
      
      Em7 A7
      
      Em7                   A7
      Eis o Sol, eis o Sol, apelidado de astro-rei
      Em7                            A7
      Eis que achei o grande culpado desse meu viver destrambelhado
      G7                           A7
      Me viro no ce do centro no porta-malas da estação central
      G7                    A7        B7
      Dançarei pelado na cratera da lua
      Em7                                 A7
      Mesmo sem saber onde termina a minha e onde começa a sua
      
      Em7 A7
      
      Em7                            A7
      Rebolarei embaixo da marquise, triste trópico paraíso
      Em7                       A7
      Se eu dissesse que eu ia, você ia e eu não ia
      Em7                      A7
      Deixa a tristeza deitar, rolar na minha cama
      Em7                          A7
      Um milhão, trilhão de vezes, reviro alegria, salto pro amor
      B7          A7          Em7
      Um vício só pra mim não basta
      B7             A7           Em7      A7
      É uma inflação de amor incontrolável
      
      Em7 A7
      
      Em7                              A7
      Tá lotado, tá repleto de virtude e vício meu céu
      Em7                               A7
      Um galo sozinho levanta a crista e cocorica seu escarcéu
      B7          A7          Em7       A7
      Um vício só pra mim é pura cascata, é
      Em7                   C                    B
      Eu marco treze pontos sou pule premiada no jogo do bicho
      Em                             C          B
      Eu sou o beijo da boca do lixo na boca do luxo
      Em                             C          B    Em7
      Eu sou o beijo da boca do luxo na boca do lixo
            A7               Em7                      A7
      Marco treze, quatorze, quinze vinte mil pontos
      Em7                A7
      Ganho na loteria.
      
      Em7 A7
        Composição: Roberto Frejat / Wally SalomãoColaboração e revisão:
        • João Pedro
        • Marcelo
        • iago.

        Comentários 0

        140 .
        140 cancelar

        conseguiu tocar?

        covers

        Grave um vídeo tocando Balada de Um Vagabundo e mande pra gente!

        Ex.: http://www.youtube.com/watch?v=0IvSvIwGdwk
        ver covers de outras músicas »
        0:00 / 0:00

        Capítulos

          1 versão de violão dificuldade exibições contribuição e correção
          1 versão de guitarra dificuldade exibições contribuição e correção
          1 versão de cavaco dificuldade exibições contribuição e correção
          1 versão de teclado dificuldade exibições contribuição e correção
          play/pausefechar subir/descer velocidade
          6ª corda E5ª corda A4ª corda D3ª corda G2ª corda B1ª corda E
            acordes
            publicidade
            fechar
            ok