Cifra Club

Aprenda

Lá Na Fronteira

César Oliveira e Rogério Melo

Cifra: Principal (violão e guitarra)
Tom: D
(intro) D A7 D
                         D                       A7
E|-----------------!----10-------10--------10!---9--------9--------9--
B|---------------7-!--------7---------7------!------8--------8--------
G|-----------6-7---!-----------7---------7---!---------9--------9-----
D|---4-5-6-7-------!-0-----------------------!------------------------
A|-----------------!-------------------------!-0----------------------
E|-----------------!-------------------------!------------------------

Lá donde o campo enfrena o dia, abrindo o peito
                                  A7
No velho jeito de tirar zebú da grota
          Em            Em/D        A/C#
Se ata espora pra um torrão de fundamento
E|-------------------------------------------------------------------------
B|-------------------------------------------------------------------------
G|-------6-7-9---11-9-7--9-7-6--5-6-------6-6---6-----6---7-7----7-----7---
D|----------------------------------9-7-5-----5---5-5---4-----4----4-4-----
A|-------------------------------------------------------------------------
E|-------------------------------------------------------------------------
             A7                        D
Passando um tento, embaixo do taco da bota


Lá donde o touro mais veiaco tem costeio
            F#m                     Bm
Um par de arreio é ferramenta de valor
        A7               G        D
A vaca xucra esconde a cria na macega
                 A7                       D    (bis)
E cavalhada não nega, que por lá hay domador

              D
/Lá donde as penas se transformam em melodias
                                        A7
Na campeira sinfonia de coscorra e nazarenas
         Em             Em/D       A/C#
Almas antigas rondam galpões nas estâncias
                        A7                           D
Pois são grandes as distâncias e as saudades tão pequenas)

Lá donde ainda ecoa forte um venha, venha
            F#m                     Bm
Chamando a tropa, no reponte das auroras
        A7           G              D
A bagualada segue atrás da égua madrinha
                     A7                         D    (bis)
Na velha estrada da linha, serpenteando tempo afora

           A7                        D
Lá na fronteira, os tajãs por contingêngia
                   A7                             D
Contrabandeiam querência, ora pra um lado ora pra outro
            A7                          D
Se ganha a vida a casco e braço nos varzedos
            A7                          D
Se aprende cedo a ensiná a lida pra um potro

          F#7                          Bm
Lá na fronteira, na amplidão das invernadas
                    E7                           A7
Se termina a campereada, quando o sol apaga as brasas
          G                        D
Então se volta, a trotezito, assoviando
                      A7                          D    (bis)
Pra matear junto da china num jardim defronte as casa

( F#7 Bm E7 A7 G D A7 D G D A7 D )

          G                        D
Então se volta, a trotezito, assoviando
                      A7                          D    (bis)
Pra matear junto da china num jardim defronte as casa

( A G F#m Em D )
Composição de Anomar Danubio Vieira / Marcello Caminha
Colaboração e revisão:
  • jader gonçalves
  • Giovani Chrestani
71.936 exibições
    • ½ Tom
    • A
    • Bb
    • B
    • C
    • Db
    • D
    • Eb
    • E
    • F
    • F#
    • G
    • Ab
  • Adicionar à lista

    0 comentários

    Mostrar mais comentários

    Conseguiu tocar?

    6 Tocaram 1 Ainda não

    Grave um vídeo tocando Lá Na Fronteira e mande pra gente!

    00:00 / 00:00
    outros vídeos desta música
    repetir qualidade Automático
    Outros vídeos desta música
    00:00 / 00:00
    Automático
    OK