Canção do Expedicionário

Exército Brasileiro

Composição de: Guilherme de Almeida / Spartaco Rossi
tom: Eb
Intro: D# Bb Cm Fm Bb  D#  Bb D# Fm Bb

 D#           Fm      D#
Você sabe de onde eu venho ?
 Fm      D#      Bb
Venho do morro, do Engenho,
      Fm       Bb       D#
Das selvas, dos cafezais,
   Am            Gm
Da boa terra do coco,
 Cm                        Gm
Da choupana onde um é pouco,
   G#            D#
Dois é bom, três é demais,Bb
  D#     G#       D#
Venho das praias sedosas,
  G#         D#        Fm
Das montanhas alterosas,
Bb    Fm   Bb       D#
Dos pampas, do seringal,
    Am                 Gm
Das margens crespas dos rios,
 D#     G#             D#
Dos verdes mares bravios
 Fm       Bb        D#
Da minha terra natal. 

           G#
Por mais terras que eu percorra,

Não permita Deus que eu morra
                    D#
Sem que volte para lá;
                     G#
Sem que leve por divisa
                     Bb
Esse "V" que simboliza
                  D#
A vitória que virá:
     G#
Nossa vitória final,
                      D#
Que é a mira do meu fuzil,
 F#                 Bb
A ração do meu bornal,
 D#       F#         G#
A água do meu cantil,
Fm                  Cm
As asas do meu ideal,
Am  G#
A glória do meu Brasil.

 D#           Fm      D#
Eu venho da minha terra,
 G#      D#            Fm
Da casa branca da serra
   Gm   C#    Bb       D#
E do luar do meu sertão;
   Am           Gm  Bb
Venho da minha Maria
 Cm           Gm    Bb
Cujo nome principia
 G#                   Bb
Na palma da minha mão,
    D#          Fm    D#
Braços mornos de Moema,
 C#        D#       Bb
Lábios de mel de Iracema
   C#       Bb   D#
Estendidos para mim.
    Am            Gm
Ó minha terra querida
 D#         G#
Da Senhora Aparecida
  Fm      Bb          D#
E do Senhor do Bonfim!

          G#
Por mais terras que eu percorra,

Não permita Deus que eu morra
                    D#
Sem que volte para lá;
                     G#
Sem que leve por divisa
                     Bb
Esse "V" que simboliza
                  D#
A vitória que virá:
     G#
Nossa vitória final,
                      D#
Que é a mira do meu fuzil,
 F#                 Bb
A ração do meu bornal,
 D#       F#         G#
A água do meu cantil,
Fm                  Cm
As asas do meu ideal,
   G#
A glória do meu Brasil.

 D#           Fm      D#
Você sabe de onde eu venho ?
  D#    G#      D#         Bb
E de uma Pátria que eu tenho
                     D#
No bôjo do meu violão;
     Am              Bb
Que de viver em meu peito
 Cm               Gm
Foi até tomando jeito
 G#               D#
De um enorme coração.
                Fm        D#
Deixei lá atrás meu terreno,
 C#        D#          Bb
Meu limão, meu limoeiro,
    C#     Bb      D#
Meu pé de jacaranda,
 Am            Gm
Minha casa pequenina
 D#
Lá no alto da colina,
 Fm      Bb       D#
Onde canta o sabiá.

      G#
Por mais terras que eu percorra,

Não permita Deus que eu morra
                    D#
Sem que volte para lá;
                     G#
Sem que leve por divisa
                     Bb
Esse "V" que simboliza
                  D#
A vitória que virá:
     G#
Nossa vitória final,
                      D#
Que é a mira do meu fuzil,
 F#                 Bb
A ração do meu bornal,
 D#       F#         G#
A água do meu cantil,
Fm                  Cm
As asas do meu ideal,
   G#
A glória do meu Brasil.

 D#           Fm      D#
Venho do além desse monte
  Fm      D#      Bb
Que ainda azula o horizonte,
  Fm       Bb       D#
Onde o nosso amor nasceu;
  Am             Gm    Bb
Do rancho que tinha ao lado
  Cm           Gm    Bb
Um coqueiro que, coitado,
 G#                  D#
De saudade já morreu.
         Fm          D#
Venho do verde mais belo,
 C#         D#        Bb
Do mais dourado amarelo,
 C#         Bb      D#
Do azul mais cheio de luz,
    Am            Gm
Cheio de estrelas prateadas
 D#        G#      D#
Que se ajoelham deslumbradas,
 Fm        Bb        D#
Fazendo o sinal da Cruz !

      G#
Por mais terras que eu percorra,

Não permita Deus que eu morra
                    D#
Sem que volte para lá;
                     G#
Sem que leve por divisa
                     Bb
Esse "V" que simboliza
                  D#
A vitória que virá:
     G#
Nossa vitória final,
                      D#
Que é a mira do meu fuzil,
 F#                 Bb
A ração do meu bornal,
 D#       F#         G#
A água do meu cantil,
Fm                  Cm
As asas do meu ideal,
   G#
A glória do meu Brasil.

Final: D# C#  G# D# G#
Página 1 / 1

Letras e título
Acordes e artista

resetar configurações
OK