Cifra Club

Within A Mile Of Home

Flogging Molly

(A uma milha de casa)

Letra

Dust falls on the empty halls of my old school
Where the memories fade like the casualty a forgotten fool
Now wide eyed has become the blind unspoken rule
Deeper only deep is now the word
The lessons not the only answer you once heard
Don't turn your back on me
Don't ever let me down
She said I picked up you each time
Before you hit the ground
Your selfish face is now erased
When someone mentions you
And the darkness that you left
Has all but stepped aside
With disappearing clouds the sun arrives
Within a mile of home
Worry o my worry has it been that long
The whistle keeps on bowing but the tunes long gone
His empty frame cannot explain there's nothing left inside
So sing to me a song from yesterday
When laughter filled the tears that we now make
If only you had seen
What I now see
And turned the corner where you would have been
Within a mile of home
So sing to me
Sing me a song
A song from yesterday
And when the laughter drank these tears before
The promises that now slip away
Don't turn your back on me
Don't ever let me down
We are within a mile
Within a mile of home

Poeira cai, nos corredores vazios, de minha velha escola
Onde as memórias murcham, como a casualidade, um pateta esquecido
Agora, o que foi visto de longe tem virado a cega regra não mencionada
Mais profundo, apenas profundo é a palavra agora
As lições não são as únicas respostas que você ouviu certa vez
Não vire as costas a mim
Nunca me deixe pra baixo
Ela disse que eu peguei você cada vez
Que você ia cair no chão
Sua face egoísta está agora apagada
Quando alguém lhe menciona
E as sombras que você deixou
Têm feito de tudo, menos andar ao seu lado
Em nuvens que disaparecem, o sol chega
A uma milha de casa
Preocupação, ô minha preocupação, como tem sido grande
O zunido ainda toca, mas as canções se foram a tempo
A visão vazia dele não pode explicar, não há nada restando por dentro
Então cante pra mim uma canção de ontem
Quando o risonho enxeu as lágrimas que agora fazemos
Não vire as costas a mim
Nunca me deixe pra baixo
Ela disse que eu peguei você cada vez
Que você ia cair no chão
Agora sua face egoísta está agora apagada
Quando alguém menciona você
Se apenas você tinha visto
O que eu agora vejo
E virou a curva onde você teria estado
A uma milha de casa
Então cante pra mim
Cante-me uma canção
Uma canção de ontem
E quando o risonho bebeu essas lágrimas antes
As promessas que agora decaem
Não vire as costas a mim
Nunca me deixe pra baixo
Nós estamos a uma milha
A uma milha de casa

0 comentários

mostrar mais comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK