Cifra Club

Aprenda

Entre o pente e o repente

Jessier Quirino

Ainda não temos a cifra desta música.

Não sou esses balai todo!
Sou meio desleriado.
E quando ligo o deligo: tõe-õe-õe-õe-õe-õe!
Vejo que só tenho arranco, ao me ver ali parado.
Minhas dúvidas são campestres.
Minhas rimas são risais.
Baldias, uns dias
De prourar alegias nas baixas dos tristezais.
Pela rodagem dos versos, eu sempre solto um olá!
Pra quem está desolado.
Os meus olhares piscosos? São piscos de alegria.
Alegria é manga espada, é sempre verde e amarela.
Tanto, que às vezes penso até com certa doidice
Que sou filho da escrotice do bico do peito dela.
E quando cismo dos peitos
Despedaço de minh'alma versos angelicais.
Até despertei paixão, me chamaram de Romeu.
Atá consegui aplausos que o bandeirinha não deu.
Toneladas de paixão e dessas bem toneladas
E o bandeirinha... Ahhh! Bandeirinha! não deu.
Nas matas dos leitos secos os sertôes torno a rimar.
É rima caçando rima feito o fuxico dos galos.
Rimo de Maria Macho à Sinhazinha Dafé.
Sertão de Chico Baygon, sertão de Chico Dé
Da mulherização das jumentinhas
Das coitadas das galinhas
Das maridanças de solteiro, do desrelato de vaqueiro
- Descontramantelo da vida -
Do Cariri e do Agreste.
E nordestando o Nordeste sou quase um Cabra da Peste!
Sou vaqueiro, cangaceiro
Sou matuto, sim senhor.
Eu sou Cagado e Cuspido Paisagem de Interior.

Composição de Jessier Quirino
Colaboração e revisão:
  • Maristelly Vasconcelos

0 comentários

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00
Outros vídeos desta música
Repetir Qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK