Cifra Club

Aprenda

Milonga Abaixo de Mau Tempo

Luiz Marenco

Cifra: Principal (violão e guitarra)
tom: B
[Intro] B  D#m7  E  F#7
        B  D#m7  E  F#7

E|---2--2-0-----2--2-0-----4--0-2-4-6-7-6---|
B|-0--------4----------4-0------------------|
G|------------3-----------------------------|
D|------------------------------------------|
A|------------------------------------------|
E|------------------------------------------|

E|---2--2-0-----2--2-0-----4--0-2-4-6-7-6---|
B|-0--------4----------4-0------------------|
G|------------3-----------------------------|
D|------------------------------------------|
A|------------------------------------------|
E|------------------------------------------|

E|------------------------------------------|
B|-------4-5-7-9-11-12-11-12-16-------------|
G|-3-4-6------------------------------------|
D|------------------------------------------|
A|------------------------------------------|
E|------------------------------------------|

[Primeira Parte]

B                            E
  Coisa esquisita a gadaria toda
                                     B
Penando a dor do mango com o focinho n'água
                              E
O campo alagado nos obriga à reza
                   F#7                 B
No ofício de quem leva pra enlutar as mágoas
                                     E
Olhar triste do gado atravessando o rio
                              B
A baba dos cansados afogando a volta
                                   E
A manhã de quem berra no capão do mato
                   F#7                 B   F#/A#
E o brabo de quem cerca repontando a tropa

[Pré-Refrão]

G#m                                        D#m7
    Agarra amigo o laço enquanto o boi tá vivo
                                     E
A enchente anda danada molestando o pasto
                                F#7
A passo que descampa a pampa dos mil réis

G#m                                     D#m7
    E a bóia que  se come retrucando o tempo
                              E
Aparta no rodeio a solidão local
                                   F#7
Pealando mal e mal o que a razão quiser

[Refrão]

B       D#m7
  Amada     me deu saudade
    E
Me fala que a égua tá prenha que o porco tá gordo       
                                                   F#7
Que o baio anda solto que toda cuscada lá em casa comeu

B       D#m7
  Amada     me deu saudade
    E
Me fala que a égua tá prenha que o porco tá gordo       
                                                   F#7
Que o baio anda solto que toda cuscada lá em casa comeu

( B  D#m7  E  F#7 )
( B  D#m7  E  F#7 )

[Segunda Parte]

B                                    E
  Coisa mais sem sorte esta peste medonha
                                     B
Curando os mais bichados deu febre no gado
                                    E
Não fosse a chuvarada se metendo a besta
              F#7                   B
Traria mil cabeças com a bênção do pago

                                       E
Dei falta da santinha limpando os pessuelos
                                B
E do terço de tento nas prece sinuelas
                             E
Logo em seguidinha é semana santa
                 F#7                   B    F#/A#
Vou cego pra barranca e só depois vou vê-la

[Pré-Refrão]

G#m                                        D#m7
    Agarra amigo o laço enquanto o boi tá vivo
                                     E
A enchente anda danada molestando o pasto
                                F#7
A passo que descampa a pampa dos mil réis

G#m                                     D#m7
    E a bóia que  se come retrucando o tempo
                              E
Aparta no rodeio a solidão local
                                   F#7
Pealando mal e mal o que a razão quiser

[Refrão]

B       D#m7
  Amada     me deu saudade
    E
Me fala que a égua tá prenha que o porco tá gordo       
                                                   F#7
Que o baio anda solto que toda cuscada lá em casa comeu

B       D#m7
  Amada     me deu saudade
    E
Me fala que a égua tá prenha que o porco tá gordo       
                                                   F#7
Que o baio anda solto que toda cuscada lá em casa comeu

( B  D#m7  E  F#7 )

  B
Amada
Compositor não encontrado.
Colaboração e revisão:
  • Pietro Callegaro
  • guilherme matos
  • Gabriel Borba
193.996 exibições
    • ½ Tom
    • A
    • Bb
    • B
    • C
    • Db
    • D
    • Eb
    • E
    • F
    • F#
    • G
    • Ab
  • Adicionar à lista

    0 comentários

    Ver todos os comentários

    Conseguiu tocar?

    15 Tocaram 4 Ainda não

    Grave um vídeo tocando Milonga Abaixo de Mau Tempo e nos envie!

    00:00 / 00:00
    Outros vídeos desta música
    Repetir Qualidade Automático
    Outros vídeos desta música
    00:00 / 00:00
    Automático

    Cifra Club Pro

    Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
    Cifra Club Pro
    Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
    OK