Cifra Club

Alone

Parkway Drive

Sozinho

Ainda não temos a cifra desta música.

Shifting light outlines my battered form
Stranger to the world, alone in my abandonment
A gaining army of white horses
Stark warning race before the icy front
The deceiving calm betrays all signs
Of impending change

Evening tide what do you hide?
Damnation or salvation?

As my skin breaks the blackened surface
The cold is rising, yet all embracing
Darkness, erase this lonesome place
From my every existence!
An angry sky bares the signs
A distant violence yet to break
The ocean's travelers
Cry forth across the waves

Lightning cracks
Across a vast horizon
Reaching out its hands towards
An unsuspecting shore

No light to guide
No ties, no ties to bind
Evening tide, what do you hide?

To the years spent waiting on the winds of change
This is penance paid, this is my penance paid
To the morning Sun, whose warmth never found
This young man's face

Shifting light outlines my battered form
Stranger to the world

Alone

Evening tide, what do you hide?

Lightning cracks
Across a vast horizon
Reaching out its hands towards
An unsuspecting shore

With a final effort
I strike out across the swells
Seeking only the answers
Maybe horizons hold

Mudando a luz que delineia minha forma agredida
Estranho ao mundo, sozinho em meu abandono
Um exército vencedor de cavalos brancos
Uma dura advertência antes da frente fria
A calma enganadora trai todos os sinais
De impedir a mudança

Maré da noite o que você esconde
Condenação ou salvação?

Como a minha pele rompe a superfície escurecida
O frio está aumentando, ainda totalmente abrangente
Escuridão, apague este lugar solitário
De todas as minha existência!
Um céu com raiva desnuda os sinais
Uma violência distante ainda a quebrar
Os viajantes do mar
Choram de lado a outro das ondas

Iluminando fissuras
Através de um vasto horizonte
Alcançando suas mãos em direção
A uma costa insuspeita

Sem luz para guiar
Sem laços, sem laços para amarrar
Maré da noite, o que você esconde?

Para os anos gastos esperando os ventos da mudança
Esta é a penitência paga, esta é a minha penitência paga
Para o sol da manhã, cujo calor nunca encontrou
Este jovem rosto

Mudando a luz que delineia minha forma agredida
Estranho ao mundo

Sozinho

Maré da noite, o que você esconde?

Iluminando fissuras
Através de um vasto horizonte
Alcançando suas mãos em direção
A uma costa insuspeita

Com um esforço final
Eu me ataco entre as ondas
Buscando apenas as respostas
Talvez horizontes para segurar

Colaboração e revisão:
  • Max Allan
  • Eduardo Martins

0 comentários

mostrar mais comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK