Cifra Club

Aunque Es de Noche

ROSALÍA

Mesmo Que Seja Noite

Letra

Qué bien sé yo la fuente que mana y corre
Aunque es de noche

Aquella eterna fuente está escondida
Que bien sé yo donde tiene su manida
Aunque es de noche

En esta noche oscura de esta vida
Qué bien sé yo por fe la fuente fría
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche

Su origen no lo sé, pues no lo tiene
Mas sé que todo origen de ella viene
Aunque es de noche

Sé que no puede haber cosa tan bella
Y que cielos y tierra beben de ella
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche

Bien sé que suelo en ella no se halla
Y que ninguno puede vadearla
Aunque es de noche

Su claridad nunca es oscurecida
Y toda luz de ella es venida
Aunque es de noche

Y son tan caudalosas sus corrientes
Que cielos, infiernos riegan y las gentes
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche

Aunque es de noche
La corriente que nace de esta fuente
Bien sé que es tan capaz y omnipotente

Aunque es de noche
La corriente que de estas dos procede
Sé que ninguna de ellas le precede

Aunque es de noche
Aquí se está llamando a las criaturas
Y de esta agua se hartan, aunque a oscuras

Aunque es de noche
En esta viva fuente que deseo
En este pan de vida yo la veo

Aunque es de noche
En esta eterna fuente está escondida
En este vivo pan por darme vida

Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche
Aunque es de noche

Conheço bem a fonte que flui e corre
Mesmo que seja noite

Aquela eterna fonte está escondida
Eu bem sei onde tem o seu início
Mesmo que seja noite

Nesta noite escura da vida
Conheço bem, por fé, a fonte fria
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite

Não conheço sua origem, porque ela não há
Mas sei que toda origem vem dela
Mesmo que seja noite

Eu sei que não pode haver uma coisa tão bela
E o que céus e terra dela bebem
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite

Eu sei bem que nela não há superfície
E que ninguém pode atravessá-la
Mesmo que seja noite

Sua claridade nunca é obscurecida
E toda a luz vem dela
Mesmo que seja noite

E suas correntes são tão poderosas
Que regam céus, infernos e pessoas
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite

Mesmo que seja noite
A corrente que nasce desta fonte
Bem sei que é tão capaz e onipotente

Mesmo que seja noite
A corrente dela duas procedem
Sei que nenhuma delas lhe precede

Mesmo que seja noite
Aqui está chamando as criaturas
E desta água se fartam, ainda que às escuras

Mesmo que seja noite
Nesta fonte viva que desejo
Neste pão de vida, eu a vejo

Mesmo que seja noite
Nesta fonte eterna está escondida
Neste vivo pão por dar-me vida

Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite
Mesmo que seja noite

00:00 / 00:00
Outros vídeos desta música
Repetir
Outros vídeos desta música
Compositor não encontrado.
Colaboração e revisão:
  • João Zhang
  • Danie Silva

0 comentários

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK