Cifra Club

Aprenda

Minhas Canções Inacabadas

Tavinho Moura

Ainda não temos a cifra desta música.

As minhas canções inacabadas
Vão ficar feito folhas no vento
Cruzes na beira da estrada
Quando cessar em mim a energia, o movimento

Mais do que cruzes, pousada
Mais do que abrigo, alimento
De uma aventura desenfreada
Da minha breve estada
Os melhores momentos

Melhores porque tendo ritmo
Não têm, da forma, o cimento
Enveredam por muitos caminhos
Mas só voam o céu secreto
Que eu invento

A minha vida
Se faz completa
Nem bem o sol levanta
Se com ajuda
Do meu verso
No fundo do tempo
Uma pessoa já canta

Viajante, não lhes peça nada
Além de esperança e alento
São folhas, são cadernos, são palavras
São indecifráveis madrugadas

Deixe-as seguir no vento
Eu tentei ser um homem simples
Mas meu coração foi vagabundo
Eu era muito moço
Quando joguei minha vida na estrada

Pelo claro cristal da rima
Revirei o mundo
Eu vi meus companheiros morrendo no caminho
Eu vivi os piores anos da repressão

É quanto custa
A doçura
Que tenho
Quanto me vale
Tecer a palha
De uma canção

Composição de Ronaldo Bastos/Tavinho Moura
Colaboração e revisão:
  • Lourenço Hamdan

0 comentários

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00
Outros vídeos desta música
Repetir Qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK