Quatro Cantos de Saudade

Zé Geraldo

Composição: Sergio Seidel / Zé Geraldo
Tom: G
G             C            G                  C             D
Todo homem procura sua sorte pelos cantos da terra, céu e mar
                                               D7             G
Muitas vezes fareja até o ar, tanto faz se no centro, sul ou norte
                G7          C                  D7          G
E se deixa pra trás toda vaidade essa busca encerra uma nobreza
              G7           C                    D7          G
Tô parado no ponto da tristeza esperando o transporte da saudade
             G7           C                     D7           Eb  G  D Em  D C
Tô parado no ponto da tristeza esperando o transporte da saudade

G            C                 G                  C           D
Toda moça donzela olha o destino como quem só vê rosas pela frente
                                                     D7               G
Entra e sai como brisa, fere a gente; faz o homem chorar que nem menino
               G7          C                     D7                G
Se não volta machuca de verdade e essa mágoa nos leva às profundezas
              G7           C                    D7           G
Tô parado no ponto da tristeza esperando o transporte da saudade
             G7           C                     D7           G  
Tô parado no ponto da tristeza esperando o transporte da saudade

(Solo: Eb  G  D  Em  C  D  D7)

G                C                  G                 C               D
Todo amor traz a dor, sorriso e pranto; o meu canto lamento é despedida
                                               D7          G
Esse canto chorado é como a vida que apaga a beleza e o encanto
                   G7        C                    D7             G
Canto é sonho e a vida realidade, cada um no seu canto de incerteza
              G7          C                     D7             G
Tô parado no ponto da tristeza esperando o transporte da saudade
              G7            C                   D7          Eb  G  D  G
Tô parado no ponto da tristeza esperando o transporte da saudade

                     C                G                      C            D
Esse adeus trouxe a seca, trouxe a morte, já não nasce mais nada nesse chão
                                                 D7                  G
Dói no peito o agreste coração, uma dor que dói mais que a dor do corte
                G7       C                    D7            G
E essa dor não aceita piedade a não ser a lembrança da beleza
              G7           C                    D7             G
Tô parado no ponto da tristeza esperando o transporte da saudade
              G7          C                     D7              G
Tô parado no ponto da tristeza esperando o transporte da saudade
              G7           C                     D7           Em
Tô parado no ponto da tristeza esperando o transporte da saudade
              G    G7     C      Eb  G  D  G
Tô parado no ponto da tristeza...


Página 1 / 1

Letras e título
Acordes e artista

resetar configurações
OK