Enviar cifraEntrar

Fazenda São Francisco

Daniel

Cifra: Principal
exibições 96.499
Tom: G
Intro: G  D7  Em  G  D7  G


     G                   D            Em           G
D|------0-0-0-2-2-4--|--4-2-4-2-4--|--0---0---------------|
B|--0---0-0-0-1-1-3--|--3-1-3-1-3--|--0-1-0----1--0-------|
G|--0----------------|-------------|----2------2--0-------|
D|-------------------|-------------|----------------------|
G|-------------------|-------------|----------------------|


G                  D7                         Em
Eu fiz a maior proeza pras bandas do rio da morte
                   D         D7               G
com outro caminhoneiro traquejado no transporte
                  C                          G
fui buscar uma vacada, para um criador do norte,
                   D         D7              G
na chegada eu precenti que era um dia de sorte
                     D           D7             G
depois do embarque feito, só ficou um boi de corte....

(Intro)
G                D                          Em
O mestiço era bravo, que até na sombra investia
                  D         D7               G
a filha do fazendeiro molhando os labios dizia
                    C                      G
eu nunca beijei ninguém, juro pela luz do dia
                       D       D7          G
mas quem montar nesse boi e tirar a valentia
                      D           D7            G D7
ganha meu primeiro beijo que eu darei com alegria

(Intro)

 G                   D7                         Em
Vendo a beleza da moça, meu sangue ferveu na veia
                       D         D7              G
eu calcei um par de esporas e passei a mão na peia
                     C                       G
peguei o mestiço a unha, rolei com ele na areia
                    D            D7            G
enquanto ele esperneava, fui apertando a correia
                           D             D7             G
mais quando eu sentei no lombo foi que eu vi a coisa feia....

(Intro)

 G                   D7                    Em
O boi saltou a porteira no primeiro corcoveado,
                   D        D7              G
numa ladeira de pedra, desceu pulando furtado,
                 C                         G
saia lingua de fogo, cheirava chifre queimado,
                        D        D7          G
quando os cascos do mestiço batiam no lageado,
                    D          D7           G
parou berrando na espora ajoelhando derrotado
  G                  D7                     Em
pra cumprir sua promessa, a moça veio ligeiro
                D         D7           G
e disse você provou ser peão e boiadeiro,
                         C                   G
dos prêmios que vou lhe dar, o beijo é o primeiro,
                D             D7             G
sua boca foi abrindo, seu olhar ficou morteito,
                 D         D7              G
nessa hora eu acordei abraçando o travesseiro...

(Intro 2x)
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
    Acordes para:
      Composição: Paraíso / Jesus BelmiroColaboração e revisão:

      0 comentários

        mostrar mais comentários

        Conseguiu tocar?

        6tocaram0ainda não

        Grave um vídeo tocando Fazenda São Francisco e mande pra gente!

        00:00 / 00:00
        outros vídeos desta música
        repetirqualidadeautomática
        • automática
        Outro vídeos desta música
          00:00 / 00:00
          automática
          • automática
          Acordes para:violão e guitarra
          dificuldadeexibiçõescontribuições
          fecharplay/pause subir/descer velocidade
            acordes
            fechar
            OK
            Feedback