Cifra Club

Aprenda

High Water Mark

Iced Earth

Marca da maré alta

Letra

High water mark

[July 3rd, 1863]

[1. Cannonade/intro]

Instrumental

[2. The burden of command]

[Lee:]
It was very close yesterday
I thought for sure they would break
But this attack that I have planned
A massive strike across open land
In the center they will break
(Will they break?)
But plan it well, everything's at stake
We'll hit 'em hard
Not a silent gun
Before the infantry's begun

Execute it well, we risk everything
It's in God's hands now

[Longstreet:]
General lee I must tell you straight
I believe this attack will fail
No 15,000 men ever made
Will overtake that ridge today
A mile charge over open ground
With yankee cannon gunnin' us down

[Lee:]
We do our duty
We do what we must
And in my plan you will trust

(Thousands die, on this day)
Execute it well, we risk everything
It's in God's hands now

[3. The last full measure]

The rebel cannon break the silence
150 Guns make up their cannonade

They must destroy the union center
Before the infantry can launch
Their grand assault

The yankees are returning fire
(The earth shakes violently)
In washington d.c
Lincoln feels the earth shake

What happens here this day
The fate of this nation
In the balance it will hang
Consumed with the pain
The courage of the blue
The valor of the grey
So very sad but true
Consumed with the pain

The virginians are the chosen
In wait behind the trees
On seminary ridge

Longstreet's slow to give the order
The lines emerge, a mile, 15,000 men

The charge begins in all it's grandeur
(To the copse of trees)
For many of these men
They know it is their last

The slaughter now ensues
Bodies fall like rain
They valiantly pursue
Yet doomed to remain
At the double quick they charge
The canister rips through them
To the mouth of hell they march
Glory, the only gain

[4. Charge!!]

[Armistead:]
We're almost there my boys
I've never served with finer
We must push forward boys
And bayonet the yankee tyrants
To the copse of trees we charge
To crush the union center
And when they turn and run
An open road leads us to freedom

[5. The melee]

[Lee:]
It's over now we are retreating
I never thought that we'd be beaten
All this blood is on my hands
The thousands dead due to my plan
I am responsible
All of it is my fault
I thought us invincible
Is this God's will after all?
I look across this blood soaked land
All this blood is on my hands
God forgive me, please forgive me
It's all my fault
The blood is on my hands

Marca da maré alta

[3 De julho de 1863]

[1. Bombardeio/introdução]

Instrumental

[2. O fardo do comando]

[Lee:]
Foi por muito pouco ontem
Eu tinha certeza de que eles cederiam
Mas este ataque que eu planejei
Um ataque em massa em campo aberto
No centro eles cairão
(Eles cairão?)
Mas planeje bem, tudo está em jogo
Nós os atacaremos duramente
Nenhuma arma em silêncio
Antes que a infantaria tenha começado

Faça direito, nós arriscamos tudo
Está nas mãos de Deus agora

[Longstreet:]
General lee, eu devo lhe contar
Eu acredito que este ataque falhará
Não serão 15,000 homens
Que tomarão aquele cume hoje
Um ataque de uma milha em campo aberto
Com o canhão ianque atirando em nós

[Lee:]
Nós fazemos nosso dever
Nós fazemos o que devemos fazer
E em meu plano você vai confiar

(Milhares morrem, neste dia)
Faça direito, nós arriscamos tudo
Está nas mãos de Deus agora

[3. A última medida]

O canhão rebelde quebra o silêncio
150 Armas compõem o bombardeiro

Eles têm que destruir o centro da coalizão
Antes que a infantaria possa lançar
Sua grande investida

Os ianques estão respondendo o fogo
(A terra balança violentamente)
Em washington d.c
Lincoln sente a terra tremer

O que acontece aqui neste dia
O destino desta nação
Na balança tudo vai ser colocado
Consumidos pela dor
A coragem dos azuis
O valor dos cinzas
Tão triste mas real
Consumidos pela dor

Os virginianos são os escolhidos
Ficam à espera atrás das árvores
No cume seminário

Longstreet pára para das a ordem
Linhas à frente, uma milha, 15 mil homens

O ataque começa cm toda a sua grandeza
(Aos corpos das árvores)
Para muitos destes homens
Eles sabem que é seu último

A matança agora segue
Corpos caem como chuva
Sua perseguição valorosa
Ainda que condenada a permanecer
Na dobra rapidamente eles atacam
Uma salva de tiros os atravessam
Para a boca do inferno eles marcham
Glória, o único lucro

[4. Ataque!!]

[Armistead:]
Estamos quase lá, meus garotos
Eu nunca lutei ao lado de melhores
Nós devemos continuar em frente, garotos
E ataque os tiranos ianques com baionetas
Aos corpos das árvores nós atacamos
Para destruir o centro da coalizão
E quando eles se viram e correm
Uma estrada livre nos leva à liberdade

[5. Combate corpo-a-corpo]

[Lee:]
Agora acabou, vamos bater em retirada
Nunca pensei que seríamos derrotados
Todo este sangue em minhas mãos
Os milhares mortos graças ao meu plano
Eu sou o responsável
Tudo isso é minha culpa
Eu pensei que éramos invencíveis
Esta é a vontade de Deus afinal de contas?
Eu olho através da terra ensangüentada
Todo este sangue em minhas mãos
Deus me perdoe, por favor me perdoe
É tudo minha culpa
O sangue está em minhas mãos

Composição de Schaffer
Colaboração e revisão:
  • Marcus Viana
1 exibições

0 comentários

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK