Canção Noturna

Skank

 Skank
Tom: C
		
Intro 2x: Am  G

Primeira parte:

Am
   Misterioso luar de fronteira

Derramando no espinhaço quase um mar
G
  Clareando a aduana
      Am
Venezuela donde estás
                           C                  G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar

         Am
Minha camisa estampada com o rosto de Elvis
G                             Am
  A minha guitarra é minha razão

Minha sorte anunciada misteriosamente
   G
A lua sobre nada

Refrão:
              Am           C                  G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar
              Am           C                  G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar
   Dm                                C
Espalhe por aí boatos de que eu ficarei aqui
   Dm                                C       Am  G
Espalhe por aí boatos de que eu ficarei aqui

Segunda parte:

         Am
Vem mamacita doida e meiga
                    G
Sempre o âmago dos fatos
                             Am
Minha guerra e as flores do cactos
                     G
Poema, cinema, trincheira
              Am           C                  G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar

    Am                             G
Um cego na fronteira, filósofo da zona
                        Am
Me disse que era um dervixe
                      G
Eu disse pra ele camarada
                                         Am   G
Eu acredito em tanta coisa que não vale nada

              Am           C                  G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar
              Am           C                  G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar
   Dm                                C
Espalhe por aí boatos de que eu ficarei aqui
   Dm                                C
Espalhe por aí boatos de que eu ficarei aqui

Am  G  Am  G  F7M  G

Refrão Final:
              Am           C                  G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar
              Am           C                  G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar

Velejando, viajando, sol quarando
        Am                    C
Meu querer, meu dever, meu devir
               G
E eu aqui a comer poeira

Que o sol deixará

              Am           C     G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar
              Am           C                  G
Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar

Final:

Am  C  G  Am  C  G  Am  C  G

Comentários 5

  • francisco francisco: Postado em 30/05/2014 20:05

    Uau!!! beleza!

  • ecosport ecosport: Postado em 19/10/2012 12:35

    Na video aula simplificada, é a mesma da normal, só que na normal tem Contracaste

  • davidwilliann davidwilliann: Postado em 18/10/2012 14:04

    ritimo: baixo baixo cima cima baixo cima
    otmia musica gostei muitu, nao é conhecida, mas é boa... uma serenatazinha, fica muitu show.. ;-)

  • fabrizio fabrizio: Postado em 18/10/2012 11:44

    Parabéns, ótima música. Por favor, mostrem a video aula da cifra simplificada... e o rítmo.

    • xsnuufx xsnuufx: Postado em 18/10/2012 16:43

      essa e a cifra simplificada .-. e o ritmo e 2vzs pra baixa 2 pra cima 1 pra cima e otra pra baixo

Composição: Chuck Barris / Giosy Capuano / Kay Rogers / L. A. Arran
Esse não é o compositor? Avise-nos.
Contribuição: Marcio Correções: Leo Eymard , Fred e mais 2 »
Exibir acordes »
publicidade
fechar