Boiadeiro Errante

Sérgio Reis

 Sérgio Reis
Tom: A
		
       A                     E7               A
  eu venho vindo de uma querência distante
               E7             A                                           E7
  sou um boiadeiro errante que nasceu naquela serra
                                    D                        E7
  o meu cavalo corre mais que o pensamento
          D                    E7                                       A
  ele vem no passo lento porque ninguém me espera
                      E7                                                                A
  tocando a boiada auê-uê-uê-ê boi  eu vou cortando estrada uê boi
                     E7                                                                A
  tocando a boiada auê-uê-uê-ê boi  eu vou cortando estrada

                                           E7              A
  toque o berrante com capricho Zé Vicente
              E7              A                                 E7
  mostre para essa gente o clarim das alterosas
                                           D                    E7
  pegue no laço não se entregue companheiro
                   D                 E7                                    A
  chame o cachorro campeiro que essa rez é perigosa
                E7                                                   A
  olhe na janela auê uê uê ê boi  que linda donzela uê boi
                E7                                                   A
  olhe na janela auê uê uê ê boi  que linda donzela
                                     E7                        A
  sou boiadeiro minha gente o que é que há
                E7                A                                              E7
  deixe o meu gado passar vou cumprir com a minha sina
                                     D            E7
  lá na baixada quero ouvir a siriema
               D                       E7                                     A
  prá lembrar de uma pequena que eu deixei lá em Minas
               E7                                                             A
  ela é culpada auê uê uê ê boi  de eu viver nas estradas uê boi
               E7                                                              A
  ela é culpada auê uê uê ê boi  de eu viver nas estradas
                                 E7                A
  o rio tá calmo e a boiada vai nadando
             E7              A                                      E7
  veja aquele boi berrando Chico Bento corre lá
                                    D             E7
  lace o mestiço salve êle das piranhas
            D                  E7                              A
  tire o gado da campana pra' viagem continuar
                             E7                                                      A
  com destino a Goiás auê uê uê ê boi  deixei Minas Gerais uê boi
                            E7                                                       A
  com destino a Goiás auê uê uê ê boi  deixei Minas Gerais uê boi
146.276 exibições

Comentários 8

  • Felipe Felipe: Postado em 02/07/2014 15:37

    Boa música

  • william william: Postado em 09/04/2014 18:20

    acho q é ritmo toada,mas não divia ter um 'sólinho' no começo

  • danielernandes danielernandes: Postado em 17/09/2013 16:53

    essa musica é nota dez

  • jilo_dann jilo_dann: Postado em 16/09/2012 22:41

    pra baixo - pra cima - pra baixo abafado - pra cima - pra baixo abafado

  • felipepimmel felipepimmel: Postado em 13/12/2011 13:21

    O ritmo é... baixo-cima-baixo-baixo

  • junim12345 junim12345: Postado em 20/10/2011 13:57

    como e o ritmo desta musica ?por favor me ajudem!

  • marquinhoo marquinhoo: Postado em 01/04/2011 19:56

    musica linda de mais

    • junim12345 junim12345: Postado em 20/10/2011 13:58

      vc sabe como e o ritmo desta musica?
      e guaranea!

Composição: Teddy Vieira
Esse não é o compositor? Avise-nos.
Contribuição: RenatoLesPaul
Exibir acordes »
publicidade
fechar