Cifra Club

Como montar e posicionar o kit de bateria?

Se você é batera iniciante, ter a manha de como montar e posicionar o kit de bateria adequadamente fará toda a diferença no seu desenvolvimento. Afinal, uma vez que tocar esse instrumento depende principalmente de postura e ergonomia, estamos falando de um passo fundamental na sua aprendizagem.

Baterista tentando descobrir como montar e posicionar o kit de bateria
Depois de posicionar as peças do kit de bateria, você só precisa empunhar as baquetas e “descer a marreta” (Foto/Pexels)

Pensando nisso, desenvolvemos essas dicas para você já começar com o pé direito no estudo da bateria. Em outras palavras, o objetivo é fazer com que o baterista iniciante possa estudar e treinar de forma confortável, além de evitar lesões ao “descer as baquetas” por horas a fio.

6 dicas de como montar e posicionar o kit de bateria

Existem muitas formas diferentes de montar um kit, a depender de infindáveis variantes: como quantidade de peças, estatura do baterista, dimensões em polegadas dos pratos e tambores etc.

Em outras palavras, cada baterista tem seu próprio estilo de montagem e posicionamento, sempre de acordo com sua pegada e sua maneira mais confortável de acessar às peças.

No entanto, sempre podemos pensar em um padrão, não é mesmo? Sendo assim, o objetivo deve ser a abordagem que proporcionar maior naturalidade e conforto pra tocar. Nesse sentido, o ideal é montar a batera de uma forma que as viradas e grooves possam ser executadas com facilidade.

Ah, por falar em groove, confira essa videoaula exclusiva sobre esse assunto:

Ajustando o banco

Para ajustar o banco, você precisa definir a altura apenas. Ou seja, a questão é só definir qual é o ângulo em que suas pernas ficarão ao sentar-se nele

Grande parte dos bateristas usam esse ajuste de forma que suas pernas fiquem em um ângulo reto. No entanto, você pode ajustar um pouco para mais ou para menos em relação a essa postura.

Baterista medindo a distância entre o banco e a caixa
O banco precisa estar posicionado de forma que não impeça a movimentação das pernas (Foto/PxHere)

O ideal é que faça ajustes na maneira de se sentar no seu kit e tente variadas posições. Você pode, por exemplo, testar a execução de pivôs no bumbo e ataques rápidos na caixa e tambores com diferentes alturas do banco. Faça isso, e veja a posição que mais favorece o seu desempenho.

Posicionando os pedais

A grande dica para montar e posicionar os pedais de bumbo (simples ou duplo) e do chimbal é sempre os dispor de forma paralela. Sendo assim, é importante é que eles fiquem acessíveis aos pés de forma que você não perca o equilíbrio ao levantar as pernas.

A fim de chegar a essa posição de equilíbrio em relação aos pedais, o ideal é que você faça os ajustes afastando e aproximando a máquina de chimbal até chegar ao ponto ideal.

Posicionando a caixa

Para posicionar a caixa, temos uma sequência de passos que você deve observar, veja bem:

  • Sente no banquinho com a coluna ereta e de forma relaxada;
  • Faça um triângulo com as baquetas;
  • Ajuste a posição da caixa para que a ponta das baquetas no triângulo aponte para o centro da caixa.

Em relação à altura, a posição da caixa deve ser aquela que permite que você toque o rim shot com facilidade. Para isso, uma regra boa é posicionar o instrumento entre 3 e 5 dedos acima da altura dos seus joelhos.

Caixa posicionada corretamente é sinal que o músico sabe como montar e posicionar o kit de bateria
O posicionamento correto da caixa é uma questão de ergonomia (Foto/Pexels)

O ideal é deixar também alguma inclinação para frente, algo em torno de 2 dedos entre a parte da caixa virada para você e a parte posterior.

Nessa posição, o instrumento não fica nem muito alto, nem muito baixo, o que gera uma ergonomia adequada para ataques certeiros com a baqueta.

Regulagem da máquina de hit hat (chimbal)

Para montar o hit hat, você precisa ajustar basicamente a altura e a distância dos pratos em relação à caixa, bem como a distância entre o prato de cima e o de baixo.

Lembre-se de que o prato que fica embaixo é o bottom e o que você toca é o top. Geralmente, esses nomes são impressos em ambas as peças. Desse modo, você poderá identificá-los certinho.

Sobre a distância em relação à caixa, busque uma posição que não exija que você estique seu braço direito para tocar o chimbal. Assim também, veja se consegue, nessa posição, tocar o prato com o pescoço da baqueta e não apenas com a ponta. Para isso, algo em torno de 6 dedos é uma boa distância.

Caixa e chimbal posicionados de forma que mostra que o baterista soube como montar e posicionar o kit de bateria
A distância entre as peças é fundamental para conseguir um melhor despenho na bateria (Foto/freepik)

Já em relação à altura do hit hat, é legal deixar de uma maneira que seu antebraço não precise ser inclinado ao tocar.

Para isso, meça dois palmos fechados de distância do aro da caixa que dessa forma você já estará próximo da medida ideal. Como resultado, você poderá fazer toques simples ou duplos com espaço para movimentação e, principalmente, sem fazer esforços desnecessários.

Em relação à abertura, pode testar algo entre um e dois dedos de distância entre os pratos. A segunda opção permite movimentos de foot splash e fechamento com mais volume. No entanto, o ideal é que você faça testes e verifique a configuração que lhe dê mais conforto ao tocar.

Inclinação e altura dos tons e do surdo

Os tons 1 e 2 podem ser montados de forma que fiquem inclinados em sua direção. Para isso, meça mais ou menos 4 dedos entre as partes baixa e a inclinada do aro.

Configuração mostra uma confortável distância entre as peças da bateria (Foto/Pxhere)

O ideal é também que essas peças não fiquem muito altas em relação à posição da caixa. Dessa maneira, é possível fazer viradas alternando rapidamente entre as peças. Para isso, uma altura razoável seria também 4 dedos entre os aros da caixa e dos tons.

O surdo é outra peça que precisa estar alinhada com a caixa, ou, no máximo uns 3 dedos mais baixo e ligeiramente mais inclinado.

Posicionamento dos pratos

Aqui, temos uma regra principal que é não deixar os pratos mais altos do que a linha de seus olhos, pois, dessa forma, você fará muito esforço para tocá-los.

Outra boa dica é posicioná-los de forma que não fiquem sobre os tons. Assim você evita esbarrar neles quando fizer viradas. A propósito, se liga nessa super aula sobre viradas:

Agora que você já sabe como montar e posicionar o seu kit de bateria, não deixe de acompanhar as videoaulas do canal do Cifra Club no YouTube. Por lá, o instrutor João de Paula ensina muitas técnicas, músicas e macetes que bateristas precisam saber.

Leia também

Ver mais posts

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK