Cifra Club

Aprenda

L'Homme À La Moto

Édith Piaf

O Homem na moto

Ainda não temos a cifra desta música.

Il portait des culottes, des bottes de moto
Un blouson de cuir noir avec un aigle sur les dos
Sa moto qui partait comme un boulet de canon
Semait la terreur dans toute la région
Jamais il ne se couffait, jamais il ne se lavait
Les ongles pleins de cambouis mais sur les biceps il avait
Un tatouage avec un coeur bleu sur la peau blême
Et juste à l'intérieur, on lisait "Maman je t'aime"
Il avait une petite amie du nom de Marie-Lou
On la prenait en pitié, une enfant de son âge
Car tout le monde savait bien qu'il aimait entre tout
Sa chienne de moto bien davantage...
Il portait des culottes, des bottes de moto
Un blouson de cuir noir avec un aigle sur le dos
Sa moto qui partait comme un boulet de canon
Semait la terreur dans toute la région
Marie-Lou la pauvre fille l'implora, le supplia
Dit: "Ne pars pas ce soir, je vais pleurer si tu t'en vas..."
Mais les mots furent perdus, ses larmes pareillement
Dans le bruit de la machine et du tuyau d'échappement
Il bondit comme un diable avec des flammes dans les yeux
Au passage à niveau, ce fut comme un éclair de feu
Contre une locomotive qui filait vers les midi
Et quand on débarrassa les débris...
On trouva sa culotte, ses bottes de moto
Son blouson de cuir noir avec un aigle dans le dos
Mais plus rien de la moto et plus rien de ce démon
Qui semait la terreur dans toute la région...

Ele usava calças e botas de motoqueiro
Uma jaqueta preta de couro com uma águia atrás
Sua moto partia como uma bola de canhão
Semeando terror em toda a região
Nunca se arrumou, nunca se lavou
As unhas cheias de graxa, mas em braços de bíceps fortes
Uma tatuagem de um coração azul na pele pálida
Onde dentro lê-se apenas: mamãe te amo
Ele teve uma namorada de nome Marie-lou
As pessoas levavam isso em clemência, para um criança da idade dela
pois todos podiam ver bem que havia amor entre eles
Em comparação com a moto bem mais...
Ele usava calças e botas de motoqueiro
Uma jaqueta preta de couro com uma águia atrás
Sua moto partia como uma bola de canhão
Semeando terror em toda a região
Marie-Lou casasa, a pobre garota lhe implorava, suplicava
dizendo:"não se vá essa noite, eu vou chorar se me deixar"
Mas suas palavras eram em vão, e suas lágrimas igualmente
No barulho do motor e do escapamento
Ele se ia como um demônio com chamas nos olhos
Ao passar pelo cruzamento ferroviário com um raio de fogo
Contra uma locomotiva que ia para o centro
Foi quando se deu conta de que faltava algo...
As calças e botas de motoqueiro
Sua jaqueta de couro com uma águia atrás
E mais anda do motoqueiro e nem do demônio
Que semeava terror em toda a região.

Composição de Jerry Leiber/Mike Stoller
Colaboração e revisão:
  • Rafael Guizi
  • Gustavo Peres

0 comentários

Mostrar mais comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK