Cifra Club

Aprenda

Rose Spezzate

Anna Tatangelo

Rosa Despedaçada

Ainda não temos a cifra desta música.

Sono sola qui lo sai
ho una casa nuova e nuovi amici
che son solo miei
Ogni tanto c'è mia madre
che mi chiede come sto
non potrebbe andare meglio di così...
L'ho dimenticato ormai
ma è passato poco tempo
ed è un pò presto capirai
per tornare quella che conosci
quella che vorrei
quella che ero prima d'incontrare lui

Rit:
Qualche notte ancora
Sento le sue mani
che non so fermare
che mi fanno male
sento la sua voce
che mi grida addosso
io mi copro il viso
ma per lui è lo stesso
e così più forte
che io più non posso
neanche respirare
neanche più parlare
e sto giù per terra
come un animale
non ho più dolore
non c'è più rumore
solo deboli singhiozzi e voci
dal televisore acceso
tremo anche adesso che...
Lui non vive più con me
ho un lavoro che va bene
e poi domani chi lo sa
far programmi non conviene
se un amore arriverà
sarà certo che non gli somiglierà...
Sono quelle come noi
che hanno bisogno di un coraggio che non c'è
quando brucia il fuoco dell'inferno

Rit: Qualche notte ancora
Sento le sue mani
poi la mia vergogna
dentro gli ospedali
dove ho imparato
anche a recitare
quella scusa scema
che non so spiegare
come son caduta
sola per le scale ero sorda e cieca
troppo innamorata
di quel gran bastardo
che mi ha consumata
Dio ma come ho fatto
ad amarla tanto
quella rosa che mi ha regalato
ma che un giorno ha poi spezzato
Rosa...che non voglio più

Estou sozinha aqui, você sabe,
Tenho uma casa nova e novos amigos
Que são somente meus
Às vezes tenho minha mãe
Que me pergunta como estou
Não poderia andar melhor do que assim...
Já o esqueci agora
Mas é passado pouco tempo
Entendam, é recente
Para voltar a ser aquela que conhecem
Aquela que vocês querem
Aquela que eu era antes de conhecê-lo

Refrão:
Algumas noites ainda
Sinto as suas mãos
Que não consigo parar
Que me fazem mal
Sinto a sua voz
Gritando sobre mim
Eu cobro meu rosto
Mas para ele dá no mesmo
Por ser tão forte
Que eu não consigo
Nem mais respirar
E nem mais falar
Caída no chão
Como um animal
Não tenho mais dores
Não há mais barulho
Só soluços fracos e as vozes
Da televisão ligada
Tremo até agora...
Ele não vive mais comigo
Tenho um trabalho que está indo bem
E amanhã, quem sabe...
Sair não me interessa
Se um amor chegar
Certamente não será como ele...
São aqueles como nós
Que desejam uma coragem que não existe
Quando queima o fogo do inferno

Refrão: algumas noites ainda
Sinto as suas mãos
Depois minha vergonha
Dentro de hospitais
Onde aprendi
Também recitar
Aquela desculpa estúpida
Que não sei explicar
Como eu caí
Sozinha na escada. era surda e cega
Tão apaixonada
Por aquele grande bastardo
Que me consumiu
Deus, mais como eu fiz
Para amar -la tanto
Aquela rosa que me foi dada
Mas depois um dia foi despedaçada
Rosa... que eu não quero mais

Compositor não encontrado.
Colaboração e revisão:
  • João Marcos
  • Cristina

0 comentários

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00
Outros vídeos desta música
Repetir Qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK