Cifra Club

Black Friday Cifra Club

O Dia Em Que a Fome Morreu de Sede

Eletrocactus

Ainda não temos a cifra desta música.

Cai o fogo do céu
Vai chover no Sertão
Uma estrela se abriu de manhã
Como a flor que sai do ventre do teu chão.

Tempo escuro e cruel
Faz a tua estação
Faz o seco virar mar bravio
Que o cacto vira barco ou navio.

Quebra o vento que vem
Muda de direção
Troca o verde do mar pelo adeus
Que é da cor do cinza-azul que escureceu.

O velho ateu ajoelhou
E implorou seu perdão
Rezou a noite inteira, adormeceu
pra pedir milagre a um Deus que já morreu.

A fome morreu de sede. (4 x )

Eu nasci do barro e vou voltar pro barro outra vez.
Quando a lamparina se apagar vou enxergar você.
Mas minha fome já cavou seu lar, está sem água pra beber.
Se o céu não quiser mais chorar, de sede eu vou morrer.
Morrer de sede eu vou.

00:00 / 00:00
Outros vídeos desta música
Repetir
Outros vídeos desta música
Composição de Wesdley Vasconcelos
Colaboração e revisão:
  • Paolla Fernandes

0 comentários

Ver todos os comentários

Entre para oCifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Prioridade de compra em lançamentos

  • Mais recursos no app do Afinador

  • Atendimento Prioritário

  • Descontos nos produtos Cifra Club

  • Ajude a produzir mais conteúdo

00:00 / 00:00

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK