Cifra Club

Aprenda

Peão Patife

Zilo e Zalo

Ainda não temos a cifra desta música.

Quando eu era capataz fui a Lagoa Dourada
Lá no estado de minas entregar uma boiada
Vi uma moça na janela de uma casa assobradada
Ela me acenou com a mão dei de rédea no mulão
Fui fazer a saudação foi de mão bem apertada

Ela me falou seu moço hoje você faz pousada
Não precisa ter receio eu sou moça emancipada
Minha fala é garantida nunca fui contrariada
Onde eu apontar o dedo não é preciso ter medo
Nem também guardar segredo que as orelha sai cortada

Quando ela me falou assim coração de três pancada
Eu pensei comigo mesmo estou com a filha mais casada
A senhora me desculpe vou fazer a retirada
Achei quando é mutreto larga esquina e quebra o beco
Rema a canoa no seco anda na barca furada

Ela respondeu sorrindo isto não quer dizer nada
Dentro de poucos minutos sua mula estará arriada
Antes de você sair vou mostrar minha caboclada
Com o chicote na mão dirigiu lá pro galpão
Bateu palma no portão foi saindo a jagunçada

Eu fui despedir na moça a fala saiu cansada
Adeus meu querido amor até a volta rapaziada
Enquanto eu avistei a casa fui andando na toada
Depois foi como um rojão foi aquele poeirão
E daquele dia então não vi mais a namorada

Composição de Zé do Rancho
Colaboração e revisão:
  • Lincoln Santos

0 comentários

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK