Cifra Club

Escama

Luiz Lins

Ainda não temos a cifra desta música.

Nego de moto Escama
Nego de prata Escama
Nego no poder Escama
Eu sou tipo Barack Obama
A polícia odeia a Escama
Esses caras odeiam a Escama
Pe Squad na casa fazendo fumaça
Meu bonde na caça da grana

Eu sou tudo o que vocês quiseram ser e não são
E o que vocês não conseguiram fingir que são
Falam sem convicção, mas eu vi que são ficção
Fique são que se pagar de doido a gente faz balão
Aqui é sempre São João, negos a prova de balas
Nunca teste os meus irmão, somos judeus pela grana
Odiamos alemão, eles odeiam a escama
É doce igual limão, nego passa, e eles sentem o drama

Sinto muito mas não tenho emoção
Tamo junto é só força de expressão
O sonho é real. Tô pelo cifrão
Mas tu se engana se acha que eu tô na intenção
De várias danadinhas no contatinho do pai, não
Várias iguarias no contratinho do pai
Um malote pra quadrilha
O melhor pra minha família
Um cálice pros meus companheiros
Calem-se os que falam demais

Nego de moto Escama
Nego de prata Escama
Nego no poder Escama
Eu sou tipo Barack Obama
A polícia odeia a Escama
Esses caras odeiam a Escama
Pe Squad na casa fazendo fumaça
Meu bonde na caça da grana

Dia de confronto
Torcida, corrida
Cachorro de briga
Direto da antiga
Corrente não é coleira
Ninguém vai me parar
Boné mal encaixado
Vejo as la fúria dançar (ha)

Essa bunda é pra morar, não quero alugar
Fazendo mais dinheiro do que dízimo
Inimigos dizimo
6 fodas e 3 assaltos
Então temos 99999 problemas
O crime não compensa, mas dinheiro vale a pena
Cadeia é uma bosta, mas dinheiro vale a pena
Santa Ceia para os meus fieis
Meus meninos amam jóias
E confundem gatilhos com anéis
Então de vocês sinto pena
(De vocês sinto pena, de vocês sinto pena)
Essa vida é desgraçada, mas eu sou um desgraçado
Toda mina de ouro é um campo minado
Salve para os parceiros finados, cês serão lembrados
Playboys não vão ser lembrados
Playboys não serão lembrados
Aqui ninguém perdoará sua falha
Só porque você tá lombrado!

Foda-se o instante de fama
Sou diamante da lama
Real negro drama
A farda não me ama
Essa é pros cabras em cana
As Alerquinas em chamas

Outrora escravos
Hoje compramos na joalheria correntes brilhantes
E ninguém corta esse axé
Nem sua xenofobia alá Bandeirantes
Essas primas não são nada
Minhas obras primas são tudo
Minhas Monalisas no estúdio (Só obra prima)
E nessas ruas sombrias, me comunico até mudo
Já sonhei em ser bandido
Vi os amigo fodido e optei por poesia bandida
Pra eles é escama, vim de baixo e fazer grana
Sem perder ou jogar com a vida
Foda-se o Jiu Jitsu, isso e aquilo
Nego isso é um kilo, o serviço e o gatilho
Nada disso é tranquilo, os indícios de um filho
Vários vícios, os trilhos te conduzem
A um inferno empírico
Pernambuco diz quem é o mais lírico
Se os malucos botam fé, sou bíblico
Tô a frente do meu tempo
Mesmo que a porra do tempo
Seja frio, sem sentimento e cíclico
E não aceito julgamentos
De quem não viveu momentos
Como os meus nesse mundo crítico
A vida é puta e gozo dentro
Elogios me deixam atento
Porque fodam-se os críticos!

Nego de moto escama
Nego de prata escama
Nego no poder escama
Eu sou tipo Barack Obama
A polícia odeia a escama
Esses caras odeiam a escama
Pe Squad na casa fazendo fumaça
Meu bonde na caça da grana

Composição: Baco Exu Do Blues/Diomedes Chinaski/Luiz Lins Colaboração e revisão:
  • Ender Frye

0 comentários

mostrar mais comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK