Cifra Club

Samurai

Projota

Cifra: Principal (violão e guitarra)
Selo Cifra Club: esta cifra foi revisada para atender aos critérios oficiais da nossa Equipe de Qualidade.
tom: G
    Em                                             C
Cada inimigo seu vai te aplaudir de pé, quando seu escudo for o seu olhar, e sua espada a sua fé!
Am                                       C                 D
Quando sua meta for felicidade não vitória, quem não se foca no presente não fica pra história, irmão!
Em
"Cê" veio pra contar história ou pra escrever?
  C
Me diz, o que realmente te faz feliz?
Am                                        C          D
Sei que nem todos lá no fim do túnel buscam luz, fica difícil se é a escuridão quem te conduz...
Em                                 C                                    Am
Já vi oportunismo travestido de amizade, uns aproveitadores da minha boa vontade.. Mas me esquivei, risquei da
           C               D
vida os covarde, porque quem vive em torno de mentira já tá morto de verdade.
Em                               C
Um só caminho é o bastante, suficiente, num mundo louco onde maçã te oferece serpente..
Am                                        C                 D
Já tentaram calar minha boca, e calava, mas só com meu dedo do meio eu falei tudo que eu precisava..

Refrão:

Em
Quando cortaram os meus braços eu chutei,
C
Quando cortaram minhas pernas eu dei cabeçada,
Am                                            C               D
Quando cortaram minha cabeça, eu mordi na jugular e não soltei por nada, não soltei por nada!
Em
Quando cortaram os meus braços eu chutei,
C                            Am              C D
Quando cortaram minhas pernas eu lutei.. como samurai!

Em                                    C
Sem sensacionalismo, sem sentimentalismo, ser pobre eu sou, mas querer ser, é masoquismo.
Am                                     C              D                         Em
Não enalteço a riqueza ou a pobreza, enalteço a luta por comida à vontade na mesa de quem, não teve escolha

sobre a própria profissão..
C                                   Am                                 C
Se eu tive a minha, me calar é omissão, faço como a as rabiola no fio, o vento tenta me levar, mas permaneço
D
onde o destino me encubiu, ouviu?
Em                                       C
Um sonho se desfaz quando o olho se abre, um ideal não se desfaz nem que a vida se acabe...
Am                                           C               D
Meu ideal já foi traçado, 'Não permitir que meu fracasso faça minha véia ir tomar banho gelado!'
Em                                    C
Cada "Amélia" que dá a vida pela família, ama algum "João" que mereçe bem mais que uma brasília..
Am                                  C             D
A gente se adaptou ao mundo feroz, agora é a hora de fazer com que o mundo se adapte a nós!

Refrão:

Em
Quando cortaram os meus braços eu chutei,
C
Quando cortaram minhas pernas eu dei cabeçada,
Am                                            C               D
Quando cortaram minha cabeça, eu mordi na jugular e não soltei por nada, não soltei por nada!
Em
Quando cortaram os meus braços eu chutei,
C                            Am              C D
Quando cortaram minhas pernas eu lutei.. como samurai!

Em
O que diria seu pai te vendo caído, irmão?
C                                      Am                                 C           D
Isso depende do motivo de se estar no chão, alguns tão lá, por nem saberem levantar, o meu rap é a mão que se
estende pra te ajudar!
Em                                   C
Vem, sei que seu corpo tá cansado samurai, vão derrubar seu corpo mas sua alma não cai...
Am                                       C
Eu sei que alguém acredita em você, mas e você, acredita em você?
D
Eu acredito em você!
Em                                   C
Colegas? Eu tenho 20, Amigos? Eu tenho 6, Que eu vejo sempre? Só 4, Que eu posso contar? Só 3!
  Am                                       C           D
Quando eu cair, já era... Poucos aí se comove, em alma eu 'vô tá' olhando, tirando a prova dos nove!
Em                                          C
Alguns vão falar "VOLTA", outros vão dar "ADEUS", se foi um tal de Projota ou o Thiago morreu..
Am
Mas hoje, ainda tô vivo, não vão, comer do meu pão..
C                    D
Só quero deixar bem claro, os verdadeiro eu sei quem são!

Refrão:

Em
Quando cortaram os meus braços eu chutei,
C
Quando cortaram minhas pernas eu dei cabeçada,
Am                                            C               D
Quando cortaram minha cabeça, eu mordi na jugular e não soltei por nada, não soltei por nada!
Em
Quando cortaram os meus braços eu chutei,
C                            Am              C D
Quando cortaram minhas pernas eu lutei.. como samurai!
Outros vídeos desta música
28.142 exibições
    • ½ Tom
    • A
    • Bb
    • B
    • C
    • Db
    • D
    • Eb
    • E
    • F
    • F#
    • G
    • Ab
  • Adicionar à lista

Afinação da cifra

Afinador online

    0 comentários

    Ver todos os comentários

    Entre para o Cifra Club PRO

    Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

    • Chega de anúncios

    • Mais recursos no app do Afinador

    • Atendimento Prioritário

    • Aumente seu limite de lista

    • Ajude a produzir mais conteúdo

    Cifra Club Pro

    Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
    Cifra Club Pro
    Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
    OK