Cifra Club

Os 7 melhores “primeira voz” do Brasil: a música sertaneja inspira!

Tem coisa mais linda que duas vozes em perfeita harmonia? E quando timbres bem afinadinhos interpretam as letras com sentimento? Aí não tem coração que aguente, certo? Pois, neste post, você vai conhecer quem faz isso como ninguém na música sertaneja: os melhores “primeira voz” do Brasil, ou seja, os “primereros”.

Os segredos dos melhores “primeira voz” do Brasil

Antes de tudo, vamos deixar claro que, numa dupla sertaneja, ninguém é mais importante que ninguém. Assim, cada voz tem seu papel. Para os “primereros”, sobretudo, fica a missão de levar interpretação às músicas (“aquele sentimento” que falamos).

Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone
Dois “primereros” que dispensam quaisquer apresentações (Foto: Divulgação/Léo Franco)

A música sertaneja é repleta de tenores – classificação vocal das mais agudas entre as masculinas. Portanto, o segredo desses gogós de ouro é cuidar bastante do principal objeto de trabalho, a voz. Por isso, precisam, acima de tudo, desenvolver técnicas vocais e cuidados constantes no dia a dia.

Elencamos aqui alguns dos melhores “atletas da voz” que trouxeram inovações que mudaram, à sua maneira, o curso da música sertaneja. Bora conhecer?

Barrerito – a melhor primeira voz do Brasil

Conhecido como “o cantor das andorinhas”, Élcio Neves Borges, o Barrerito, mantém o posto de uma das maiores vozes da música sertaneja. Sobretudo, porque cantava com a alma com grande maestria.

Em primeiro lugar, o Barrerito era extraclasse porque tinha um alcance de notas acima da média. Outro ponto, é que conseguia fazer a primeira e a segunda voz na mesma música, entre outras estripulias vocais certeiras. Além disso, era o único artista que gravava um disco inteiro em 24h, deixando os técnicos das gravadoras de boca aberta.

Barrerito sempre será a melhor primeira voz da música brasileira
No quesito “primeira voz”, Barrerito é referência incontestável (Foto/Nilza Carvalho)

“O Andorinha” deslanchou o Trio Parada Dura, na década de 1970. No entanto, pode-se dizer que ele superou o sucesso do grupo na carreira solo, a partir de 1987.

Observe como o cantor era afinado até nas condições mais adversas. Pode assistir a este vídeo sem apreensão, pois ele não erra nenhuma nota. No máximo, se “auto rege” com uma das mãos, pra se concentrar. Saca só:

Ralf

Considerada a dupla mais afinada da música sertaneja, sobretudo entre os anos 80 e 90, Chrystian & Ralf trouxe um estilo marcante e excelente técnica nos vocais para a música sertaneja. O Ralf, irmão mais novo, foi um prodígio. Começou a carreira aos 9 anos, tornando-se o vocalista profissional mais jovem do Brasil. Aliás, cantava em inglês e português.

Nesse sentido, a inovação sertaneja dele veio ao incorporar a música americana com country rock cantado num timbre bem diferente do comum. Como resultado, tivemos um “trio” de duas vozes + guitarra elétrica em perfeita harmonia. Veja só esses três elementos num show acústico, com a música Nova York:

Xororó

Acima de tudo, cantar aquele icônico e longo “galopeeeeeeiiiiraaaaa” sem desafinar, exige muito domínio de técnicas vocais. Do mesmo modo, trechos como esse pedem afinação e condicionamento. Em outras palavras, não são pra qualquer um e desafiam até os cantores profissionais.

Os agudos do Xoxoró estão entre os mais inspiradores do Brasil. O legado vocal que ele construiu em mais de 50 anos de carreira, sem dúvida, é marcado pela saúde e jovialidade da voz.

Assim como muitos sertanejos, o Xoxoró é um tenor de timbre limpo e muito agudo. Ele se mistura em harmonia decisiva com os agudos médios do irmão e “segundeiro” Chitãozinho. Vejam esta bela exibição vocal em Galopeira, que, ainda por cima, ele faz no mesmo tom da gravação original, da década de 1980: 

Edson

Temos aqui mais um exemplo de cantor que, em décadas de carreira, nunca baixou um mísero tom. O Edson, da dupla com Hudson, é um dos sertanejos mais admirados do mercado. Ele e o irmão estouraram de vez nas paradas em 2002, no quarto álbum, Acústico Ao Vivo. Cheio de hits, ele contém, por exemplo, Azul e Te Quero pra Mim.

Afinadíssimo, o Edson se destaca pela qualidade dos agudos, tal qual Xororó. As técnicas que ele certamente utiliza focam em uma boa abertura de mandíbula e, como resultado, tem clareza vocal. Além disso, ele ostenta uma voz equilibrada e faz muito bom uso dos vibratos. Ah! Outro detalhe é a potência vocal marcante, que garante ótima projeção.

Zezé Di Camargo

Eu não vou negar que, definitivamente, é impossível enumerar os melhores “primeira voz” do Brasil sem citar o Zezé Di Camargo.

Em questão de estilo, um de seus diferenciais foi, por exemplo, fazer os finais de frases mais sussurrados. Dessa forma, fazia a pessoa sentir que ele estava, realmente, sussurrando aquelas palavras no ouvido dela, usando a voz como um elemento sensual.

No entanto, Zezé pagou um preço por alcançar tons muito altos e, para isso, fazia um esforço físico grande para cantar, principalmente na década de 1990. Por exemplo, originalmente, a música É o Amor foi gravada em B (Si). Mas, em várias apresentações, o Zezé ainda aumentava meio tom, cantando em C (Dó).

Por fim, no início dos anos 2000, aprendeu a cuidar da voz e melhorar a potência vocal. Dessa forma, não precisa forçar tanto. Porém, acima de tudo, ele construiu um legado vocal importante no sertanejo.

Daniel

Na contramão da tendência dos anos 80, em que o sertanejo ostentava ao máximo os agudos, o “primerero” Daniel encantava com os graves. Na verdade, bem no início da carreira, ele se aventurou pelos agudos.

Daniel, um dos melhores primeira voz do Brasil
Daniel é um dos cantores mais completos da música brasileira (Foto/João Miguel Jr.)

Porém, encontrou rápido seu conforto vocal e tornou-se exemplo de equilíbrio entre agudos, médios e graves. Ele desafiou, portanto, as influências que estavam em alta a fim de uma identidade própria de primeira voz.

No entanto, ao entrar em carreira solo forçada – após a morte trágica do “segundeiro” genial João Paulo – ele reduziu de vez os agudos e consolidou aquela voz de galã sertanejo.

Um fato curioso na trajetória do Daniel foi em 1994, quando descobriu que nasceu com uma corda vocal torta. Dessa forma, em teoria, não poderia ser cantor. Mas como assim, Brasil?

A resposta para o mistério é que ele tem uma audição tão boa que consegue colocar a voz afinada, mesmo sem a anatomia ideal pra isso. Tá vendo como os sentidos, definitivamente, se completam? Como resultado, a partir dali ele investiu em técnicas para conservar a saúde da voz.

Bruno – o melhor “primeira voz” que apostou nos graves

O Bruno, da dupla com Marrone, tem uma das vozes mais admiradas do sertanejo. O principal motivo é que ele tem um timbre que permite alternar interpretações que dão movimento à melodia. Consequentemente, consegue adicionar dinâmica à música, variando, por exemplo, em trechos “agressivos” e “mansos”.

Bruno e Marrone, dupla tem um dos melhores primeira voz do Brasil
Bruno (à esquerda) é um dos melhores primeira voz da música sertaneja (Foto/Divulgação)

Além disso, tem uma potência vocal absurda. Dessa forma, o Bruno canta com a voz natural, semelhante à falada. Assim, ele não precisa forçar e, também, não prejudica a saúde e a qualidade vocal.

A dupla foi formada em 1985, quando o padrão de vozes sertanejas ainda era o mais agudo. Isso, certamente, não era o mais confortável para Bruno. Ele estourou mesmo em 2001, quando o mercado e o público estavam mais preparados para o cantor. Ou seja, no início, talvez estivesse à frente do seu tempo.

Esteja entre os melhores “primeira voz” do Brasil!

Neste post você aprendeu que, para liderar os vocais de uma dupla sertaneja, não adianta só ficar gritando nos agudos e espremer os graves. É preciso, também, aprender técnicas que vão melhorar a qualidade do canto, bem como seu conforto vocal.

Para isso, nossa dica é o Cifra Club Academy. Com a sua dedicação e o padrão de qualidade da plataforma de EAD de música mais completa do Brasil, não tem erro! Aprenda, também, a organizar seus estudos de canto com a Natália Sandim:

Leia também

Ver mais posts

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK