Cifra Club

God Send Conspirator

Coheed And Cambria

Conspirador Enviado de Deus

Letra

Hold in your last breath and stare
Assure me your metronomes' left arm stick shift is stuck on the right words in
Your ear
Did you hear me loud and clear? In sight and out of mind?
Cautiously avoiding the cracks not to disturb your steadied arm straight line.
The facts before a climb, a plan before a crime.
Tired in the days that passed away sporadically arranged across the floor
When you've got it made

Dear mariah, the world's not big enough for the both of us when we live in the
Same town, that's wrong
Fight on fire fight on fire I burn my hands ‘till I got nothing left to count
My numbers on that's wrong, what's wrong?

Your wise-ass comments could cheer you up
The emotional disturbance: Relax deep breath sit back from the space in which
You stand, here and in demand
Don't touch a fresh wound that bleeds all over your carpets the stains
The story book remains, and the page that states you've lied
Accept and then reply, acknowledge the other guy, tired in the days that passed
Away
Sporadically arranged across the floor when you've got it made

Dear mariah, the world's not big enough for the both of us when we live in the
Same town, that's wrong.
Fight on fire I burn my hands ‘till I got nothing left to count my numbers on

Don't change your mind when all's been won
Your words in time, with the loss that you'd let them go
Don't let them fall if your grip's not strong
In time decide... With the words you let go
Don't let them fall if your grip's not strong

Dear mariah come sleep in your own bed
Well dear mariah come sleep in your own bed
Well dear mariah come sleep in your own bed
Well dear mariah come sleep in your own
When eye meets eye be calm
Will lie here alone locked the children in the floor
When eye meets eye be calm
Will lie here alone locked the children in the floor
When eye meets eye
Your dreams can't last forever
Will lie here alone locked the children in the floor
Father figure out suspicion be a coming home to you
Who sat me down here?
Your dreams can't last forever

Segure seu último suspiro e olhe
Me assegure que o metrônomo que fica perto do seu braço esquerdo está preso nas certas palavras em sua
Sua orelha
Você me ouviu alto e claro? À vista e fora da mente?
Cuidadosamente evitando os barulhos para não perturbar seu braço adormecido em linha reta.
Os fatos antes da subida, um plano antes de um crime
Cansada nos dias que se passaram esporadicamente organizados pelo chão.
Quando você conseguiu

Querida maria, o mundo não é grande o suficiente para nós dois quando nós vivemos na
Mesma cidade, isto está errado
Combata o fogo com fogo, eu queimo minhas mãos até eu não ter nada sobrando para contar
Meus números adiante, isto está errado, o que está errado?

Seus comentários espertinhos podem te animar
A perturbação emocional: Relaxe, respiração profunda, sente atrás do espaço em que
Você está, aqui e a demanda
Não toque em uma ferida fresca que sangra por todo os seus tapetes, as manchas
O livro de história continua, e a página que afirma que você mentiu
Aceite e então responda, reconheça o outro cara, cansada nos dias que se
Passaram
Esporadicamente organizados pelo chão quando você conseguiu

Querida maria, o mundo não é grande o suficiente para nós dois quando nós vivemos na
Mesma cidade, isto está errado.
Combata o fogo com fogo, eu queimo minhas mãos até eu não ter nada sobrando para continuar contando

Não mude de ideia quando tudo já foi ganho
Suas palavras em tempo, com a perda que você deixaria eles saírem
Não os deixe cair se sua mão não é forte
Com o tempo decida, com as palavras que você deixa sair
Não os deixe cair se sua mão não é forte

Querida maria, venha dormir em sua própria cama
Bem, querida maria, venha dormir em sua própria cama
Bem, querida maria, venha dormir em sua própria cama
Bem, querida maria, venha dormir por conta própria
Quando olho vê olho, fique calma
Deitarão aqui sozinhas, presas as crianças no chão
Quando olho vê olho, fique calma
Deitarão aqui sozinhas, presas as crianças no chão
Quando olho vê olho
Seus sonhos não podem durara para sempre
Deitarão aqui sozinhas, presas as crianças no chão
Pai percebe uma suspeita, é uma volta à casa para você
Quem me sentou aqui embaixo?
Seus sonhos não podem durar para sempre

Composição: Coheed and CambriaColaboração e revisão:
  • Fernando
  • Pedro Ferreira

0 comentários

    mostrar mais comentários
    00:00 / 00:00
    outros vídeos desta música
    repetirqualidadeautomática
    Outro vídeos desta música
      00:00 / 00:00
      automática
      OK