Enviar cifraEntrar

Matinada

Robson Ruas

Letra

Matinada


Berros, sussurros "tá" na matinada
entre a voz de um cantador
boiando a vida, rimando versos
antes da tarde, do sol se pôr.
E esse canto logo desencanta
num outro homem a destruição
é fogo nas matinhas verdes
se vai mais uma linda plantação...
Eu peço a Deus que não me dê
a riqueza, a ambição
tudo perderei se depender
de ver um pássaro no chão.
E chega a noite clara, enluarada
os grilos cantam, não há trovão
os ventos sopram, não fazem nada
é a riqueza desse meu sertão.

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
    Composição: Robson RuasColaboração e revisão:
    • Robson Ruas

    0 comentários

      mostrar mais comentários
      00:00 / 00:00
      outros vídeos desta música
      repetirqualidadeautomática
      • automática
      Outro vídeos desta música
        00:00 / 00:00
        automática
        • automática
        Acordes para:violão e guitarra
        dificuldadeexibiçõescontribuições
        fecharplay/pause subir/descer velocidade
        fechar
        OK