Cifra Club

Aprenda

Stormchaser

Light This City

Caçador de Tempestades

Ainda não temos a cifra desta música.

There's something else circling overhead now.
A different kind of creature, bigger, out in the distance.
I'm following, watching, and I find myself again,
Underneath churning winds that draw me in.
Inside. A microcosm forms
as emotions imitate the clouds
twisting themselves into a rope, knotted at my heart
and anchored in the manic horizon.

Let's free ourselves
from this stagnant mess for awhile.
I've grown so tired of the same damn crisis.
Let's leave a trail
of debris in our wake.
We'll watch the birth of catastrophes nightly,
I need to be a part of this wild machine.

I don't care where it takes me,
or if I make it out alive.
I'm going to chase it til it breaks me.
Not giving up until I get inside.

I can feel the electricity
being pulled from the sky,
Into the eye of this storm,
and spit back out with violent force
Terrifying with its indiscriminate reach.
Echoing in my bones.
Thrilling me to my very core.
It cracks open time,
and all the pressure in a moment is released.
The sound of it pounds the earth,
then throbs through the ground.

I live this life always running to keep up,
With the wind following, driving forward,
or in front of me, pushing me back.
Sometimes I'm moving so fast. As if weightless.
Other times it feels as if my body's being dragged.

I'm racing my hopes along the veins of the country
It's so hard not to fall behind,

I bury a drop of my blood beneath the soil of each city.
So that I can return and be myself even if there's nothing else left.

Há algo a mais circulando no ar agora.
Um tipo diferente de criatura, maior, ao longe.
Eu estou acompanhando, observando, e eu me encontro novamente,
Sob ventos agitados que me sugam para dentro.
Dentro. Um microcosmo se forma
Enquanto emoções imitam as nuvens
Retorcendo-se em uma corda, atada ao meu coração
E ancorada no horizonte maníaco.

Vamos nos libertar
Desta confusão estagnante por algum tempo.
Eu cresci tão cansado da mesma crise maldita.
Vamos deixar um rastro
De detritos em nossa vigília.
Vamos assistir ao nascimento de catástrofes noturnas,
Eu preciso ser uma parte desta máquina selvagem.

Eu não me importo onde isso me leva,
Ou se eu vou conseguir sair vivo.
Eu vou persegui-lo até que isto me parta.
Sem desistir até eu conseguir entrar.

Eu posso sentir a eletricidade
Sendo puxada do céu,
No olho desta tempestade,
E cuspida de volta com força violenta
Horripilante com seu alcance indiscriminado.
Ecoando em meus ossos.
Me estremecendo até as entranhas.
É tempo de abrir fendas,
E toda a pressão em um momento é liberada.
O som dela bate na terra,
E então palpita através do solo.

Eu vivo essa vida sempre correndo para acompanhar
Seguindo o vento, impulsionando para frente
Ou na minha frente, me empurrando para trás.
Às vezes eu estou me movendo rápido demais, como se não tivesse peso.
Outras vezes parece que meu corpo está sendo arrastado.

Eu estou injetando minhas esperanças pelas veias do país
É tão difícil não cair

Eu enterro uma gota do meu sangue abaixo do solo de cada cidade.
Para que eu possa voltar e ser eu mesma, mesmo se não há nada mais restando.

Composição de Laura Nichol/Light This City
Colaboração e revisão:
  • Daniel Santos
  • Marcus Santana

0 comentários

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK