Cifra Club

Driving To Midnight Mass

U2

Ainda não temos a cifra desta música.

Merry Christmas. This is Bono the singer with U2.
This is a poem I'd like to, recite for you by another Irishman, John F. Dean
It's about driving to midnight mass in Dublin on Christmas Eve:

Five-thousand million years ago, this earth lay heaving in a mass of rocks and fire
Wasting, burdened with its emptiness
Tonight, when arthropods and worms and sponges have given way to dinosaurs
And dinosaurs to working, wandering apes
Homo erectus have given way to sapiens, and he to
Homo sapiens sapiens (alias Paddy Mack)

Look down on Dublin from the hills around
And lights could be a million Christmas trees
Still firs standing, while in the sky a glow as if of dawn
This day a light shall shine on us
The Lord is born within our city

Look along to the river toward O'Connell Bridge
The lights, the neon signs, all stream on water like breathed-on strips of tinsel
All is still...

Eleven-thirty, pubs begin to empty
Men stop to argue, sway and say the name of Jesus
For those who have known darkness
Who have now seen a wonderous light
Those who have dwelt on unlit streets
To them the light has come

Tonight, few cars go by
The blocks of flats with windowed-plastic trees
And fairy lights stand, watching for a miracle
Here are no dells where fairies might appear

Out from the dark an ambulance comes speeding
Sickly blue lights search in siren-still
The mystery of the night ticks slowly on
It will pass and leave memories of friends and small, half-welcomed things

In Him was life
In Him, life was the light of man
For neither prehistoric swans nor trilobites, the mesozoic birds
Neanderthal, nor modern man had ever dreamt or seen what was our God

The shops are gay with lights and bright things
All save funeral homes, they dare not advertise their presence
As midnight peels and organs start to play
Two cars meet headlong in a haze of drink
The crash flicks into silence
Pain crawls like a slime through blood and into limbs
God is revealed, a baby naked, crying in a crib

In the church porches and out along the grounds
Teenagers laugh and swear, smokin', watchin' girls
So, once more, Christmas trails away
Its meaning moves back into the mist and the march of time

Feliz Natal. Este é o cantor Bono com U2.
Este é um poema que eu gostaria de, recitar para você por outro irlandês, John F. Dean
É sobre a Véspera de Natal em Dublin

Cinco mil milhões de anos atrás, esta terra vivia em uma massa de rochas e fogo
Desperdiçando, sobrecarregados com a sua vacuidade
Esta noite, quando artrópodes e vermes e esponjas deram forma de dinossauros
E dinossauros de trabalho, vagueando macacos
Homo erectus deram forma ao sapiens, e ele a
Homo sapiens sapiens (alias Paddy Mack)

Olhe para baixo em Dublin das montanhas e ao redor
As luzes parecem um milhão de árvores de Natal
Ainda de pé, enquanto no céu um brilho, como se de madrugada
Este dia de luz deve brilhar sobre nós
O Senhor é nascido dentro de nossa cidade

Olhe ao longo do rio em direção a ponte O'Connell
As luzes, os sinais neon, todo córrego sobre a água como respirava-em tiras de tinsel
Tudo ainda continua...

Onze e trinta, os bares começam a esvaziar
Homens param de argumentar, oscilam e dizem o nome de Jesus
Para aqueles que têm conhecido a escuridão
Quem já viu uma luz maravilhosa
Aqueles que não habitam em ruas
Para eles a luz chegou

Esta noite, alguns carros passam
Os blocos de apartamentos com janelas e árvores de plástico
E as luzes ficam, assistindo a um milagre
Aqui não estão fadas onde possa aparecer

Saiu do escuro uma ambulância vem acelerando
Luzes azuis em busca de uma sereia
O mistério da noite anda lentamente sobre carrapatos
Ela vai passar e deixar memórias de amigos e pequenos, Congratulou-se com coisas

Ele foi em vida
Nele, a vida era a luz dos homens
Para ele nem cisnes pré-históricos nem aves mesozóicas
Neanderthal, nem o homem moderno tinha visto nem sonhavam que foi nosso Deus

As lojas estão com luzes brilhantes e coisas
Eles não ousam anunciar sua presença
Quanto à meia-noite descasca e coisas começam a jogar
Dois carros andam de cabeça em uma neblina
O crash em silêncio
Dor rastreia como um limo através do sangue e em partes
Deus é relevância, um bebê nu, chorando em um berço

Na igreja alpendradas e fora ao longo dos fundamentos
Adolescentes riem e juram, fumando, olhando meninas
Portanto, mais uma vez, o Natal passa longe
Seu significado se move para dentro da névoa e da marcha do tempo

Colaboração e revisão:
  • Thalita Souza
  • Gabriel

0 comentários

mostrar mais comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK