Cifra Club

Aprenda

Jerusalem

Bruce Dickinson

Jerusalém

Letra
Já pensou em usar uma coleção de roupas do Cifra Club? Responda as perguntas abaixo e nos ajude nessa missão! →

And did those feet in ancient times
Walk upon England's mountains green
Was the holy lamb of God
On England's pleasant pastures seen

And did the countenance divine
Shine forth on our clouded hill
Was Jerusalem built here
On England's green and pleasant land

Let it rain, let it rain, wash the scales from my eyes
Let it rain, let it rain, let me see again

Bring me my bow of burning gold
Bring me my arrows of desire
I shall not sleep to the clouds unfold
Bring me my chariot of fire

Let it rain, let it rain, tears of blood fall out of the sky
Let it rain, let it rain, wash me clean again

From the frozen waters, the king will rise again
With two suns in the sky

I shall not cease from mental fight
Nor shall my sword sleep in my hand
Till we have built Jerusalem
In England's green and pleasant land

Let it rain, let it rain, tears of blood fall out of the sky
Let it rain, let it rain, wash me clean again

See the gleaming spires of the citadel
The king and queen will dwell, in our hearts

Can Jerusalem, be rebuilded here
In this trivial time, in this land of fear
In Jerusalem, where the grail remains
Walk into the light and dissolve the chains

Jerusalem

"Here is her secret place
From hence she comes forth on the churches in delight
Here is her cup, filled with its poisons
In these horrid veils
And here, her scarlet veil, woven in pestilence and war
Here is Jerusalem, bound in chains
In the dense of Babylon"

E aqueles pés em tempos passados
Caminharam sobre as montanhas verdes da Inglaterra?
Foi o santo cordeiro de Deus que foi visto
Sobre os pastos exuberantes da Inglaterra?

E foi o semblante divino
Que brilhou adiante, sobre a nossa colina nublada?
Jerusalém foi construída aqui
Nas terras verdes e agradáveis da inglaterra?

Deixe chover, deixe chover, lave as balanças dos meus olhos
Deixe chover, deixe chover, deixe-me ver novamente

Tragam-me, o meu arco de ouro em chamas
Tragam-me, as minhas flechas do desejo
Eu não irei dormir até que as nuvens sumam
Tragam-me a minha carruagem de fogo

Deixe chover, deixe chover, lágrimas de sangue caem do céu
Deixe chover, deixe chover me lave novamente

Das águas congeladas, o rei irá ressuscitar
Com dois sóis no céu

Eu não cessarei do vôo mental
Nem minha espada descansará em minha mão
Até que tenhamos construído Jerusalém
Na terra verde e exuberante da inglaterra

Deixe chover, deixe chover, lágrimas de sangue caem do céu
Deixe chover, deixe chover, me lave novamente

Veja os cumes brilhantes da cidadela
O rei e a rainha irão morar, em nossos corações

Jerusalém pode ser reconstruída aqui
Nesta época trivial, nesta terra de medo?
Em jerusalém, onde o santo cálice permanece
Caminhe na luz e quebre as correntes

Jerusalém

"Aqui é o seu lugar secreto
A partir daí ela surge em igrejas no prazer
Aqui está seu copo, cheio de seus venenos
Nestes véus repugnantes
E aqui, o véu escarlate, tecido em peste e guerra
Aqui está jerusalém, presos em correntes
Na densidade da Babilônia "

Composição de Roy Z
Colaboração e revisão:
  • Flavius Silva

0 comentários

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00
Outros vídeos desta música
Repetir Qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK