Cifra Club

Aprenda

Com Almas Iguais

Joca Martins

Cifra: Principal (violão e guitarra)
tom: D
Bm                                  F#
Eu venho do ventre da história e carrego no arreio 
                                     Bm
A poeira das tropas e o sal do suor dos cavalos... 
                                          F#
Eu sei qual a rês que atropela ao olhar pro rodeio 
        Em                   F#                  Bm
Que o tino de campo e a experiência me vêm de regalo 

Bm
Eu venho da estância jesuíta do gado franqueiro, 
     G                                      F#
Da infância da velha querência, levada a trompaço 
     A                                      Bm
Do tempo que o lombo da terra não tinha potreiros 
    C#               Em                  Bm
E tudo o que nos disparasse voltava no laço 

Bm
Eu venho do ermo da pampa, das rondas campeiras, 
                          G                  F#
Das velhas carretas que foram cansando na estrada 
      Em                                       Bm
E a terra que o tempo recorta e que chamam fronteira 
     D                        F#                Bm    F#
É o lar que conheço, onde a alma eu conservo plantada 

Bm
Viemos ao tranco do flete, gastando as esporas, 
    Em                          D                F#
Timbrando, com o sangue das guerras, brasões e ideais 
   G                                       Bm
O antes nos traz apartados aos tempos do agora: 
        D                 F#                  Bm
Três homens, sotaques distintos, com almas iguais 

Bm F# G F# Em A D F# Bm / Bm F Bm

Bm                               F#
Em nome do pai que abençoa a paisagem dos campos, 
                                 Bm
Eu trago os peçuelos lotados de vida e de paz 
                                    F#
Se trilho no escuro, ele acende pra mim, pirilampos 
      Em                    F#              Bm
E o tempo do ódio e das guerras ficou para trás 

Bm
Em nome do filho que foi um tropeiro de almas, 
    G                                      F#
Reponto a bondade que segue em sua marcha serena 
     A                                         Bm
Um sino de bronze, em meu peito, não cala ou acalma, 
      C#                 Em                   Bm
Pois nele, marcada com fogo, há uma cruz de lorena 

Bm
Em nome do espírito santo que, em mim, se derrama, 
                       G                 F#
Ungido com a água da chuva, eu tiro o chapéu 
    Em                                     Bm
Batismo da fé que me vem de raiz para as ramas, 
     D                   F#                  Bm
Na pampa que eu miro estendida, chegando no céu 

Bm
Em nome do pai e do filho e do espírito santo 
   Em                  D               F#
Viemos por três corredores num sonho comum 
    G                                        Bm
Gargantas que cantam unidas e inspiram seu canto 
     D                    F#                    Bm
Em deus que divide-se em três sem deixar de ser um
Composição de Rodrigo Bauer, Joca Martins e Rogério Melo
Colaboração e revisão:
  • Henrique Vieira
2.310 exibições
    • ½ Tom
    • A
    • Bb
    • B
    • C
    • Db
    • D
    • Eb
    • E
    • F
    • F#
    • G
    • Ab
  • Adicionar à lista

    0 comentários

    Ver todos os comentários
    00:00 / 00:00
    Outros vídeos desta música
    Repetir Qualidade Automático
    Outros vídeos desta música
    00:00 / 00:00
    Automático

    Cifra Club Pro

    Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
    Cifra Club Pro
    Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
    OK