Cifra Club

Aprenda

Yoru no Hate

Aqua Timez

Ainda não temos a cifra desta música.

"Kesshite isogazu saredo tayumazu"
GEETE no kotoba ga tsukareta ashi wo hagemasu
Eiyuu-tachi ni sura tsubasa wa nakatta
Yahari karera mo hito toshite sono ashi de aruita
Kujikeru koto tachi naoru koto tsuki susumu koto
Sorera subete ga inochi no kodou
Nido onaji hana wa saka nai darou shogyoumujou
Tsugi tsugi to Beat from emotion.
DISUKABARII koko wa ore no jounetsu tairiku
HAI RISUKU shouchi de MAISHIN
Kiseki wa doko nimo okko chite inai
Sore wa jibun de koko ni furaseru mono darou
Tatakitsukeru you na kaze no ippon no hata wo mochi
Sono juuryoku wo ikigai ni kanjiru
Fumishimeru genjitsu mirai he no chousenjou
Umaretate no jounetsu
Minagiru MOCHIBEESHON
Yukkuri to kureteku nishi no sora wo nagameru
Taiyou ga kanzen ni kakureru
Nigiyakasa kara hitori
Torinokosareta you na ki ga shite
Souten wo miageta
"Kimi no yoru dake ga kurai wake ja nai sa"
Hoshi no hikari ga sou oshiete kureta
Gekkou ga MONOKUROOMU no risou wo tokashita
"Me no mae ni aru genjitsu wo ugokashi na"
Kyoukasho kara sukui ageta tadashi sa wa
Koko ja anmari yakuni-tachi sou mo nai na
Saki no togatta herikutsu mo toutou maruku natte
Hiroi hiroi sora ni tokete itta shina
Ai wo matte ugoka nai hana ni naru ka
Boroboro no shinnen de korogaru ishi ni naru ka
Ore wa kousha wo erabu zo
Susumu tame nara nankai datte
Kizutsuite age masu yo

Kono negai no hate ni
Kanarazu taiyou wa noboru
Fukanou toiu hateshi na sa wo utagatte
Ashi wo mae ni dasu
Kunou no naka de saita tetsugaku wo mune ni hime
Koi yami wo kiri saku
Koko ni aru inochi wo hibikasu

Guchi to koudou wa hanpirei no kankei ni aru
Iiwake wo katadukete kenmei wo chikau
Eien wo nogashite kono isshun ni ikiru
Nanimo kowaku nai muteki no RIRIKKU
Haruka kanata karayatte kuru kaze ni
Sugata de henji wo shiyou doudou to iki you
Yume PURASU koudou = stay gold
Rasenkaidan wo nobori hikaru isshou
Ippo saki no risou no jibun wo sonke shi
So itsu ni akogare
Ore wa ippo ippo chikaduku
Soitsu wa jibun no chikara no oyobu mono wo
Subete yari togete iku fukutsu no eiyuu
Ore ni dekin ai koto ga ari
Ore ni shika deki nai koto ga aru
Sore wo migaki tsudukeru
Atarimae no koto mori ga midori wo itonamu
You ni hito wa mae wo muki tsuyoku susundeku

Dareka wo kae you to surun ja naku
Jibun ga kawarou toshita toki
Makkura na KYANPASU ni hikari ga koboretanda
Tsuyoku naru tame ni hito ni wa
Shiren to yowasa ga youisareta
Saa hajime you ka
Tsuyoku narunda fukutsu no doushi
Kaze hana mori taiyou yama kawa tani arashi yo
Ore wa kimi-tachi ni oshiwaru tsukue no ue de yori mo fukaku
Furui-tachi yoroi wo nugisute
Toushindai no watashi wa kagayaku
Te no hira ni shinobaseta chiisa na yuuki hitotsu de

Sem me apressar, porém sem amolecer
As palavras de Goethe consolam as pernas cansadas
Mesmo os heróis não tinham asas
Eles também, como pessoas, andaram com essas pernas
O ato de cair de joelhos, o ato de se levantar, o ato de seguir em frente
Todos são batidas da vida
A mesma flor não irá florescer duas vezes
Nada é para sempre
Um após o outro, da batida para a emoção
Descubra, aqui é meu continente apaixonante
Sabendo do grande perigo segui destemidamente
O milagre não está caído por aí, em qualquer lugar
Ele é algo que eu faço com que caia aqui
No meio de um vento que parece abater, levanto uma bandeira
E sinto essa força da gravidade como uma razão de viver
A realidade em que piso, desafio o futuro, a paixão recém-nascida, a motivação que transborda
Observo o céu do leste que se põe aos poucos
O sol se esconde totalmente
Com o sentimento de ter sido abandonado sozinho pela agitação, olhei para o Céu
Não é somente a sua noite que é escura, foi assim que o brilho das estrelas me ensinou
Mova a realidade que está a sua frente, esta que o brilho da lua derreteu o ideal monocromático
As verdades que pesquei dos livros escolares não parecem ser muito úteis aqui
Os absurdos que eram afiados, finalmente tornaram-se arredondados, e foram embora, sumindo nesse grande, grande céu
Ou me torno uma flor que não se mexe, esperando o amor
Ou me torno uma pedra que rola com uma convicção destruída
Eu escolho a segunda opção
Se for para seguir, me machuco quantas vezes forem necessárias
No final desse desejo, com certeza, o sol irá nascer
Desconfiando da infinidade chamada impossível, dou um passo a frente
Guardo no peito a filosofia que floresce no meio do sofrimento, e atravesso a densa escuridão
Faço ressoar a vida que existe aqui
A reclamação e a ação tem uma relação de antagonismo
Recolho as explicações, e prometo dar tudo de mim
Deixo a eternidade fugir, e vivo este momento
Não tenho medo de nada, a letra invencível
Vamos responder de frente ao vento que vem de muito longe
Vamos viver com dignidade
Sonho+ação=manter a inocência
Subindo a escada em espiral um brilho eterno
Respeitando o meu eu ideal dei um passo a frente, admirando-o eu vou me aproximando passo-a-passo
Pois ele é um corajoso herói, que termina com todas as tarefas possíveis dentro do limite de sua força
Existem coisas que não consigo fazer, e coisas que só eu posso fazer
São essas que vou melhorando
Como algo óbvio, assim como a floresta trabalha com o verde, as pessoas se voltam para a frente e seguem firmemente
Não foi tentando mudar alguém, e sim no momento em que eu tentei mudar
Que uma luz atingiu a tela toda preta
Para que possa se tornar forte, foram preparados para os homens testes e a fraqueza
Ne, vamos começar
Vamos nos tornar fortes, irmãos de coragem
Ô vento, flor, floresta, sol, montanha, rio, vale, tempestade
Eu aprendo com vocês, muito mais profundo do que em cima da escrivaninha
Me esforçando, me dispo da armadura, e um eu, do tamanho do mundo, brilha
Com somente uma pequena força que escondi na mão cerrada

Colaboração e revisão:
  • Fernando Nogueira
  • Tiali Lopes

0 comentários

Mostrar mais comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK