Cifra Club

Aprenda como tocar baixo com 8 dicas

Pra quem está começando agora ou interessado em aprender como tocar baixo, preparamos um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Assim, você pode dar seus primeiros passos na prática do instrumento e se orientar no estudo das quatro cordas.

Mulher tocando baixo
O baixo é a essência do grave de uma música e um dos responsáveis por ditar o ritmo das canções (Foto/Pexels)

O baixo, ou contrabaixo, serve de acompanhamento e ligação entre os elementos de uma banda. Quer dizer, ele tem a ver tanto com o ritmo da bateria quanto com a harmonia e a melodia de guitarras, violões e teclados. Desse modo, ele é fundamental e, de certa forma, bem complexo. Então, preste bem atenção ao nosso passo a passo e bom trabalho!

Como tocar baixo: passo a passo para começar do zero

É importante deixar claro que, antes das dicas práticas, tem bastante coisa que você precisa estar por dentro. Portanto, não desanime se parecer que estamos indo muito devagar no processo ou que está sendo muito difícil. Temos certeza de que basta dedicação e força de vontade pra você alcançar seus objetivos musicais. Então, mantenha o foco e mãos à obra!

1. Conheça o instrumento

Antes mesmo de ter um baixo, é bom que você conheça bem as partes do instrumento. Principalmente quando for comprar o seu, é preciso entender os diferentes tipos de captadores, pois cada um deles dará características diferentes ao seu som.

Além disso, alguns baixos possuem, entre os botões de volume e tonalidade, um sistema chamado Push Pull. Basicamente, ele serve para alterar o sinal enviado e fazer a alternância entre captadores ativos e passivos.

Agora, algo que todos os baixos terão é um jack. Ele é um conector de saída do tipo P10, por onde o som do seu baixo será levado, via cabo, até um amplificador. Inclusive, está aí mais um elemento importante. Afinal, sem amplificação, não tem como ouvir o baixo!

2. Escolha o baixo que irá comprar

Existe um número bem grande de tipos de baixo, então é bom se informar bem antes de fazer sua escolha. Alguns deles podem até dispensar o amplificador, como o baixolão, que, como você pode ter adivinhado pelo nome, mistura o baixo e o violão.

Entre esses tipos de baixos acústicos, ainda, há alguns baixos verticais, que parecem grandes violinos e, às vezes, são até tocados com arcos também. Mas, da mesma forma, há baixos verticais que já usam sistemas elétricos de captação do som.

Por outro lado, os baixos elétricos, apresentam algumas variações quanto ao número de cordas e características do braço. Nesse sentido, por exemplo, há baixos cujo braço não tem trastes, o que pode trazer vantagens à sonoridade, mas dificulta a localização das notas!

Se quiser dicas realmente boas de qual baixo comprar para não cometer erros, confira o vídeo a seguir:

3. Comece pelas noções básicas de teoria musical

Se você é dessas pessoas que não gosta muito de estudar a teoria, saiba que, na prática de qualquer instrumento, isso é algo indispensável. Ou seja, simplesmente não tem como aprender a tocar baixo sem quebrar um pouquinho a cabeça com conceitos.

Por exemplo, dissemos no começo deste artigo que o baixo une o ritmo da bateria à harmonia e à melodia dos outros instrumentos. Então, aí você já tem três conceitos importantes.

Depois disso, você precisa conhecer os nomes das notas musicais e as letras usadas para identificá-las nas cifras. Também é importante aprender sobre os acordes, assim como conhecer as escalas.

Saiba que, para tocar o baixo, não precisa, necessariamente, saber ler partituras. Isso porque você pode aprender as músicas através das tablaturas. Porém, se quiser ser um verdadeiro conhecedor e aprofundar ainda mais sua técnica, vale a pena se dedicar nos estudos de partituras também.

4. Saiba como aplicar a teoria na prática

Certo, agora que você já tem os conhecimentos básicos de teoria musical, vamos ver como aplicá-los no seu baixo.

Pra começar, o treinamento de ritmo deve ser feito com um metrônomo. Aliás, como o baixo é um dos responsáveis pelo ritmo das músicas, o ideal é usar essa ferramenta em todas as práticas.

Para ler tablaturas, comece aprendendo os nomes das cordas. Em um baixo de 4 cordas, elas são, de cima pra baixo, Mi, , e Sol. O baixo de 5 cordas acrescenta uma corda Si acima das demais. Já o de 6 cordas, além dessa, acrescenta outra Mi mais aguda.

Depois, você precisa numerar as casas no braço do baixo, começando pelo alto, lá perto de onde estão as tarraxas. As barrinhas de metal que dividem o braço do instrumento são os trastes, e as casas são os espaços entre um traste e outro.

Portanto, a casa 1 é logo antes do primeiro traste, a 2 é entre o primeiro e o segundo traste, e assim por diante. Uma tablatura dirá qual corda você deve tocar e em qual casa deve pressioná-la com os dedos da mão esquerda (no caso dos destros).

Além disso, outro conceito bem importante aqui é o de intervalos musicais, que pode te ajudar no entendimento de acordes e escalas.

5. Conheça as técnicas de baixo mais importantes

Basicamente, o baixo é tocado apenas com os dedos indicador e médio da mão direita, em uma técnica chamada pizzicato. Mas, além dela, há várias outras técnicas importantes que você deve estar ligado.

Uma delas é o slap. Ele consiste em bater na corda do baixo com o polegar, extraindo uma sonoridade bem interessante do instrumento.

Existem também outros conceitos que você precisa aprender pra ler tablaturas e saber certos movimentos da mão esquerda.

Por exemplo, o Hammer On é quando você toca uma corda e depois a pressiona em uma nova casa, sem realizar uma nova batida. Isso acaba alterando o som que ela já está fazendo e dando a impressão de que outra corda foi tocada. Em uma tablatura, esse movimento aparece indicado pela letra h.

Por fim, vale mencionar aqui a importância da sua decisão de usar ou não palheta para tocar baixo. Confira o vídeo abaixo para saber mais sobre essa questão:

6. Prepare-se e… comece a tocar!

Muito bem, agora você já pode começar a tocar! Mas lembre-se também de cuidar da sua postura e praticar alguns alongamentos antes das execuções. No vídeo abaixo, você verá como fazer isso e também receberá dicas para tocar a sua primeira música. Então, preparado?

7. Desenvolva o seu repertório

Primeiramente, encontre no Cifra Club tablaturas e videoaulas de músicas que você gosta e que sejam fáceis de tocar. Investir seu tempo em praticá-las é o melhor caminho a seguir.

Veja a seguir dicas de linhas de baixo para iniciantes, para dar o start oficial na prática do instrumento:

8. Estude, pratique bastante e não desista!

Somente o tempo e a prática podem levá-lo a ser um grande baixista. Portanto, se dedique bastante e procure não desanimar no meio do caminho! Foque nos estudos e observe o trabalho de grandes baixistas pra se inspirar e aprender alguns truques.

Com isso, quem sabe um dia o seu nome também possa estar entre os deles?

É possível aprender como tocar baixo sozinho?

Seguindo bem estas dicas de como tocar baixo, você terá uma boa base e pode até se desenvolver sozinho, sim! Mas claro, isso exigirá muito mais tempo, esforço e dedicação do que se você procurasse orientação.

Então, se quiser encurtar o caminho deste processo, conheça o Cifra Club Academy! A nossa plataforma de cursos online garante um excelente aprendizado com os melhores professores. Tudo isso por um preço acessível, para você estudar quando quiser, no conforto de sua casa!

No mais, continue praticando e contando com o Cifra Club pra encontrar as tablaturas de suas músicas preferidas.

Portanto, compartilhe este artigo com os amigos que estão querendo aprender como tocar baixo também! Um grande abraço e bons estudos!

Leia também

Ver mais posts

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK