Cifra Club

Aprenda

Through The Window

Chris Cornell

Através da Janela

Letra

The clouds that gathered turned to rain
The candles on your sill burned out
The weather on your face
Turned to match the mood outside

Reading through poems that you saved
That made the gloomy hours make sense
Or do they lose their power
With the yellowing of age?

I saw you suffering
Through a foggy window in the rain
When you thought no one was watching, yeah
Going through your memories
Like so many prisons to escape
And become someone else

With another face
And another name
No more suffering

You sold the best of yourself out
On a chain of grey and white lies
One syllable at a time
You should have made them pay a higher price

I saw you suffering
Through a cracked and dirty window pane
I was ashamed that I was watching, yeah
Going through your imagination
Looking for a life you could create
And become somebody else, yeah

With another face, yeah
And another name
No more suffering

I wish that I could find a seed
And plant a tree that grows so high
So that I could climb
And harvest the ripe stars

For you and I to drink in
And spit the ashes from our mouths
And put the grey back in the clouds
And send them packing with our bags

Of old regrets and sorrows
'Cause they don't do a thing
But drag us down
So far down

The past is like a braided rope
Each moment tightly coiled inside

I saw you suffering
Through the yellow window of a train
With everybody watching, yeah
Too tired for imagining
That you could ever love somebody else
From somewhere far away

From another time, yeah
And another place
With another life
And another face
And another name
And another name
No more suffering

As nuvens que se juntaram viraram chuva
As velas na sua janela se apagaram
O clima em seu rosto
Mudou para combinar com o humor do lado de fora

Lendo os poemas que você guardou
Isso fez as horas sombrias fazerem sentido
Ou será que eles perderam o seu poder
Com o amarelado causado pelo tempo?

Eu te vi sofrendo
Através de uma janela embaçada pela chuva
Quando você achava que ninguém estava observando, sim
Percorrendo suas lembranças
Como tantas prisões para fugir
E se transformar em outra pessoa

Com outro rosto
E outro nome
Nada de sofrimento

Você deu o seu melhor
Em uma corrente de mentiras cinzentas e pálidas
Uma sílaba de cada vez
Você deveria fazê-los pagar um preço maior

Eu te vi sofrendo
Através de uma vidraça rachada e suja
Eu fiquei envergonhado por estar observando, sim
Percorrendo sua imaginação
Procurando por uma vida que você pudesse criar
E se tornar uma outra pessoa, sim

Com outro rosto, sim
E outro nome
Nada de sofrimento

Eu queria encontrar uma semente
E plantar uma árvore que cresceria bem alto
Para que eu a escalasse
E colhesse as estrelas maduras

Para que você e eu bebêssemos
E cuspíssemos as cinzas de nossas bocas
E colocássemos o ‘cinza’ de volta nas nuvens
E os enviássemos em nossas bagagens

De antigos arrependimentos e mágoas
Porque eles não fazem nada
Além de nos deixar para baixo
Bem pra baixo

O passado é como uma corda trançada
Cada momento está bem amarrado

Eu te vi sofrendo
Através da janela amarelada de um trem
Com todo mundo observando, sim
Cansado demais para imaginar
Que algum dia você poderia amar um outro alguém
De algum lugar distante

De um outro tempo, sim
E de um outro lugar
Com outra vida
E com um outro rosto
E um outro nome
E um outro nome
Chega de sofrimento

Composição de Chris Cornell
Colaboração e revisão:
  • Eduardo Soares

0 comentários

Mostrar mais comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
OK