Notificações Amigos pendentes

      Zé Ramalho

      Avôhai

      1.312.497 exibições
      Tom: G
      Intro:  D  Em  G
      
      
      E|----------------|------------------------------------------------------------------
      B|----------------|------------------------------------------------------------------
      G|--2--4--2--0--2-|-2-2---4-4---5-5---7-7---9-9---7-7---5-5---4-4---2-2---1-1---2-2--
      D|--0--0--0--0--0-|-0-0---0-0---0-0---0-0---0-0---0-0---0-0---0-0---0-0---0-0---0-0--
      A|----------------|------------------------------------------------------------------
      E|----------------|------------------------------------------------------------------
      
      
      E|--------------------------------------------------------|
      B|--------------------------------------------------------|
      G|-1-1---2-2---1-1---2---1---2---1---2---1---2---1---2~~~~|
      D|-0-0---0-0---0-0---0---0---0---0---0---0---0---0---0~~~~|
      A|--------------------------------------------------------|
      E|--------------------------------------------------------|
      
      
          D
      Um velho cruza a soleira, de botas longas, de barbas longas de ouro o brilho do seu colar
      G           A               D       A            D
        Na laje fria onde quarava sua camisa e seu alforje de caçador
      Em                    G            D
         Oh, meu velho  invisível Avôhai
      Em                      G           D
         Oh, meu velho indivisível Avôhai
      D                      Am           G         Am         D
        Neblina turva e brilhante em meu cérebro, coágulos de sol
                   Am              G          Am            D
      Amanita matutina e que transparente cortina ao meu redor
      Em                              G                         D
         E se eu disser que é meio sabido você diz que é meio pior
      Em                   G                        D
         E pior do que planeta quando perde o girassol
      A                   G           Bm            A
        É o terço de brilhante nos dedos de minha avó
      A                                  G
        E nunca mais eu tive medo da porteira
                           Bm                     A
      Nem também da companheira que nunca dormia só
      
      Em  G  D
               AVÔHAI, avô e pai
      
      (solo)
      
      
      E|-------------7-|
      B|-5-7-8-7-5-----|
      G|-----------4---|
      D|---------------|
      A|---------------|
      E|---------------|
      
      
      Em  G       D
             AVÔHAI
      
      D
        O brejo cruza a poeira, de fato existe um tom mais leve na palidez desse pessoal
      G          A                  D      A                       D
        Pares de olhos tão profundos que amargam as pessoas que fitar
      Em                             G                         D
         Mas que bebem sua vida, sua alma na altura que mandar
      Em                     G                    D
         São os olhos são as asas, cabelos de avôhai,
      D                   Am           G         Am           D
        Na pedra de turmalina e no terreiro da usina eu me criei
      D              Am           G         Am           D
        Voava de madrugada e na cratera condenada eu me calei
      Em                         G                    D
         Se eu calei foi de tristeza você cala por calar
      Em                 G                          D
         E calado vai ficando só fala quando eu mandar
      A                    G           Bm        A
        Rebuscando a consciência com medo de viajar
      A                            G                    Bm                     A
        Até o meio da cabeça do cometa girando na carrapeta no jogo de improvisar
      A                                       G                       Bm                          A
        Entrecortando eu sigo dentro a linha reta eu tenho a palavra certa pra "dotor" num "reclamá"
      Avohai
      Avohai
      Avohai
      Avohai
        Composição: Zé RamalhoColaboração e revisão:
        • Breno Bernardes
        • fabriciodesi
        • auroraglacial
        • Rogério Siqueiros Lopes
        • +2

        Comentários 18

        140 .
        • Ivan Ivan: Em 04/03/2016 13:38

          em "coarava sua camisa" não é D e sim novamente G, dando a seguinte sequência na frase
          - G A G A D -

        • FERNANDO FERNANDO: Em 21/01/2016 18:24

          Essa cifra está errada, não bate com a música.

        • ivan ivan: Em 10/01/2016 19:32

          perdão ritimo

        • ivan ivan: Em 10/01/2016 19:31

          meu caro amigo isso não e critica e so um toque essa musica ela tem um compasso de seis por oito e um rito mais complicado

        • ewaldo ewaldo: Em 11/10/2015 15:14

          Essa batida da musíca é uma
          variação de rock só que com uma palhetada
          reta sem abafar.

        • Lauro Lauro: Em 20/07/2015 15:34

          "Na lage fria onde COARAVA" seria o correto.

        • Leticia Leticia: Em 12/06/2015 09:55

          qual e o ritmo?

        • jhon jhon: Em 11/03/2015 23:58

          sou mais o léo,e o patrik !

        • marcos marcos: Em 21/01/2015 18:02

          ficou meio emboloado mais esse ritimo é agalopado

        • joel joel: Em 14/02/2014 23:02

          Toca muito! Mais ja desafina cantando...

        140 cancelar
        0:00 / 0:00
        Esta versão de cifra não é usada na videoaula. Exiba a cifra correta.
        2 versões de violão dificuldade exibições contribuição e correção
        2 versões de guitarra dificuldade exibições contribuição e correção
        2 versões de cavaco dificuldade exibições contribuição e correção
        2 versões de teclado dificuldade exibições contribuição e correção
        1 versão de Guitar Proformatodownloadscontribuição
        play/pausefechar subir/descer velocidade
        6ª corda E5ª corda A4ª corda D3ª corda G2ª corda B1ª corda E
          acordes
          publicidade
          fechar
          ok